Projetos

sábado, 19 de abril de 2014

A harmonia da Páscoa


Um exemplo de harmonia e gentileza entre as religiões através da troca de mensagens do Papa Francisco e do Rabino Chefe de Roma, Riccardo Di Segni, por ocasião da Páscoa cristã e do Pessach judaico.
Assim, quero desejar um maravilhoso e harmonioso domingo de RENOVAÇÃO E PAZ a todos os amigos.
Compartilho a notícia da Rádio Vaticano.




Mensagem de felicitações do Papa Francisco pela Páscoa Hebraica

O Rabino-chefe da Comunidade Hebraica de Roma, Riccardo Di Segni, recebeu um telegrama do Papa Francisco por ocasião do Pesach, a Páscoa Hebraica, que inicia ao pôr do sol do dia 14 de Abril e vai durar oito dias. O Rabino-chefe, nos próximos dias, vai retribuir as felicitações enviando uma mensagem de melhores votos ao Papa Francisco por ocasião da Páscoa". A noticia foi dada pela Comunidade Hebraica de Roma. Logo a seguir o texto da mensagem do Papa Bergoglio: "Ao aproximar-se a grande festa da Pesach desejo enviar-lhe os mais cordiais votos de paz para si e para toda a Comunidade Hebraica de Roma. A memória da libertação da opressão por meio do braço forte do Senhor inspire pensamentos de misericórdia, de reconciliação e de fraterna proximidade para com todos os que sofrem sob o peso de nova formas de escravidão. Lançando o pensamento para Jerusalém, que terei a alegria de visitar num futuro próximo, peço que me acompanhe com a oração, enquanto lhe asseguro a minha recordação, invocando para si abundantes bênçãos do Altíssimo".


                         
Mensagem de Páscoa do Rabino-Chefe de Roma  ao Papa Francisco  
  
O Rabino Chefe de Roma, Riccardo di Segni, felicitou o Papa Francisco pelo decorrer da Páscoa cristã e agradeceu a mensagem enviada recentemente pelo Pontífice por ocasião da Páscoa judaica.
“A frequente coincidência das nossas festas nestes dias – escreve Di Segni na mensagem – é, na nossa geração, uma chamada aos valores comuns e partilhados, em primeiro lugar a fé na presença divina na história que promove a libertação do homem da opressão e compromete os homens nesta tarefa”.
Referindo-se, em seguida, à canonização já próxima de João XXIII e João Paulo II, o Rabino-Chefe de Roma definiu os dois Pontífices como “dois grandes Papas que mudaram positivamente a história das relações da Igreja com o judaísmo, e isto, é para todos, um sinal de esperança”.
Di Segni recordou, por fim, a iminente visita do Papa Francisco à Terra Santa: “a nossa oração – escreve – é que possa contribuir significativamente a uma paz política e religiosa”.





                         











Nenhum comentário:

Postar um comentário