Biografia


Mônica Leal, Vereadora de Porto Alegre, a mais votada do Progressistas nas eleições de 2016, eleita com 7.254 votos. Presidente da Câmara Municipal em 2019. 

Formada em Jornalismo pela PUC/RS e pós-graduada em Ciência Política pela ULBRA. 

Em 2006, foi convocada pelo Partido Progressista a ser candidata a senadora. Mesmo no meio do mandato de vereadora, assumiu a missão e o resultado foi surpreendente. De forma franca e objetiva, levou aos lares gaúchos o sentimento em comum da população: o medo da violência e do aumento da criminalidade. Entre suas propostas, a criação do Ministério da Segurança Pública, somente 12 anos depois implementado pelo presidente da República, Michel Temer. As urnas apontaram 854.700 votos, e ela conquistou, definitivamente, o seu capital político.

Secretária da Cultura no governo Yeda Crusius, pautou sua gestão no zelo com o dinheiro público e no cumprimento da lei, destacando o resgate da credibilidade e da funcionalidade do Sistema LIC (Lei de Incentivo à Cultura).

Foi a quarta mulher a presidir o Legislativo porto-alegrense, em 247 anos de história, a primeira do seu partido (Progressistas) e a primeira de um partido de direita.

É filha de Pedro Américo Leal, conhecido militar, foi Coronel do Exército Brasileiro, ex-Chefe de Polícia do Estado do RS, e político, quatro vezes eleito Deputado Estadual do RS e três vezes eleito vereador de Porto Alegre, falecido em 2016.  Sua bandeira era a Segurança Pública e a valorização dos nossos policiais, civis e militares, legado que é seguido pela vereadora Mônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário