Projetos

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Na ponte Rio-Porto Alegre


Mais uma vez, estou escrevendo sobre o Rio de Janeiro. É que ontem eu passei o dia lá por conta de um compromisso. Eu, que tenho familiares que adoro nesta cidade maravilhosa, sempre que viajo, aproveito para matar a saudade das minhas primas, mas desta vez, não consegui nem ver a cor do calçadão dos meus bairros preferidos, Leblon e Ipanema.
Foi tudo muito corrido, pois fiquei apenas 10 horas na cidade.
A viagem de ida em avião foi super rápida: levei uma hora e trinta minutos, quando o normal é uma hora e quarenta e cinco minutos.
Minha curiosidade de jornalista me fez perguntar para o comandante, que estava postado na porta da cabine, o motivo dessa rapidez e ele, muito simpático, disse que era o vento de proa que proporcionava um ganho de 15 minutos.
As 9h e 30 eu já estava no centro do Rio, onde passei minha terça-feira.
Terminado meu compromisso, por volta das 17h, com a intenção de não me afastar do aeroporto Santos Dumont, local do meu embarque de volta, pois o trânsito neste horário é sempre intenso, fui para a Confeitaria Colombo fazer um lanche. Logo na entrada, enquanto aguardava uma mesa, eu me deparei com a ex-governadora Yeda Crusius e uma amiga gaúcha.
Minha nossa! Fiquei muito bem impressionada com o visual da Yeda, que está magra, bronzeada, cabelos claros de corte moderno e super faceira da vida. Falamos de tudo um pouco e rimos bastante sobre a casualidade daquele encontro, já que moramos na mesma cidade e isso aqui ainda não tinha nos acontecido. Ela, que alugou um apartamento por três meses no Rio de Janeiro, aproveitou a magia do clima e do cenário para restaurar a alma e o corpo. Sim, isso mesmo,pois, independente das pessoas aprovarem ou não a Yeda como governante, penso que o ataque foi desproporcional. Por mais razão que uma pessoa possa ter, para mim é inadmissível  ter atitudes raivosas.
Tenho horror ao desrespeito. Isso me faz lembrar dos ataques baixos que a Neusa Canabarro sofreu quando foi primeira dama do Rio Grande do Sul. Que baixaria foi aquilo!
Será que as pessoas não se dão conta de que gente decente abomina essas atitudes?
Olha, eu penso que ninguém pode ser dois, ou seja, ter um trato no meio profissional e outro na vida pessoal. Então, logo me vem à cabeça de que aqueles de atitudes destemperadas e raivosas devem fazer o mesmo com seus familiares, funcionários e amigos. Acertei em escolher a Colombo como meu ancoradouro.
O local tem a memória viva da "belle époque" e do Rio antigo. Foi fundada em 1894 pelos portugueses Joaquim Borges de Meirelles e Manoel José Lebrão, este último criador da célebre frase “O cliente tem sempre razão”. Tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Rio de Janeiro, a casa ultrapassou a barreira do centenário, continuando sua trajetória de tradição, boa comida e bons serviços, funcionando como um dos pontos culturais e turisticos mais famosos da Cidade Maravilhosa. A decoração art nouveau de 1913, seus amplos salões com espelhos belgas, molduras e vitrines em jacarandá, bancadas de mármores italiano e belíssimo mobiliário, compõem um ambiente de sofisticada beleza. 
Depois dali, segui caminhando pelas ruas em busca de um táxi livre, diga-se de passagem um artigo raro em final do dia no centro da cidade.
Gosto de andar, observar, escutar, enfim, eu diria que é um sintoma de jornalista essa minha necessidade de sentir o cheiro das ruas do lugar onde estou. E olha que sempre descubro coisas muito curiosas, como por exemplo: na banca de revistas, perto de uma avenida, estavam expostos os livros de literatura infantil da escritora gaúcha de Santa Cruz, Moina Farion. Ah! Claro que eu senti um imenso orgulho e fui lá falar com o dono da banca. Contei que eu a conhecia e que além de ser uma escritora famosa na minha terra, era uma pessoa maravilhosa. Ele ficou contente e respondeu:”Gosto de conhecer a vida dos autores dos livros que vendo”. Tirei uma foto do livro “Tato”.
Finalmente encontrei um táxi e, para miha alegria, o motorista era um senhor educadíssimo. Eu, de pronto, quis saber dos efeitos da retomada da Rocinha pelas forças de segurança. Ele, satisfeito, disse que agora pode fazer corridas até lá, o que antes era impossível. Elogiou o Secretário Beltrame e eu, bem bairrista, fiz questão de registrar que ele era gaúcho. Aí ele fez uma pergunta que me derrubou, mas confesso que por vezes já havia me feito:”Ah, dona, e por que ele não é Secretário de Segurança do Rio Grande do Sul?” Eu, que não sei mentir e nem tampouco omitir, respondi que autoridades políticas e empresariais gaúchas tinham esse grave defeito de só valorizar a nossa gente, quando estes se dão bem fora da sua terra e que um bom exemplo disso era a jornalista Patrícia Poeta - eu sei, porque ela é minha amiga - que está na Globo, mas, antes, procurou espaço na nossa mídia, inclusive fez testes para isso.
Chegando no aeroporto Santos Dumont encontrei duas ex-colegas de colégio; conversamos um pouco e logo fui chamada para o embarque.
Estava exausta e fiz planos de tirar um cochilo no avião, afinal, uma hora e meia é um bom tempo para descansar, mas, ledo engano, pois a algumas cadeiras atrás de mim havia uma adolescente, ou melhor, "aborrecente", que dava altas gargalhadas e falava alto com sua companhia de viagem.
Que horror isso!
Acho que as pessoas perderam a noção dos princípios básicos de uma convivência civilizada.
Cheguei em casa bastante tarde, louca por um banho e ter uma noite bem dormida, como dizia a minha avó Alice.
Pela manhã, meu celular tocou sem parar. Pessoas amigas manifestando satisfação pela noticia de hoje, na página 10 do jornal Zero Hora, da colunista política Rosane de Oliveira.
Que bom isso!  Fico contente que uma simples estada de 10 horas no Rio de Janeiro a trabalho, tenha rendido tanto. É o faro jornalístico que está sempre a postos. 


Quando entrei no avião o dia estava amanhecendo
Confeitaria Colombo 
Eu no salão principal da confeitaria Colombo
A ex-governadora Yeda Crusius com uma amiga na Confeitaria Colombo

O livro da escritora Moina Farion na banca de revistas no centro do Rio de Janeiro


terça-feira, 29 de novembro de 2011

Começando a semana


O início da minha semana foi completamente atípico. É que em função de eu ter adiado uma viagem que faria de hoje para amanhã, eu fiquei com o dia todo livre, algo que não me acontecia há muito tempo, não numa segunda-feira.
Então, eu aproveitei para cuidar das minhas coisas pessoais. Ah, foi muito legal e curti cada uma dessas tarefas com imensa satisfação.
Fui no super, na ferragem, na farmácia, na costureira e no instituto fazer as unhas.
Depois, eu caminhei até o Shopping Iguatemi, que é uma bela distância da praça da Encol, perto de onde eu moro. Quando cheguei, fui direto para o restaurante Feira da Fruta, onde tomei um copo enorme de suco de mamão. Estava uma delícia! 
De volta à rua, um calorão, acho  que dava até para fritar um ovo na calçada.
Em casa  tomei um banho quase frio, algo inédito, pois tenho horror a água fria. Liguei o esplit e me atirei no sofá que tem no meu quarto.
As horas voaram e quando me dei conta já tinha que organizar a minha pauta para o programa de tevê Pampa News, onde eu participo como comentarista três vezes por semana, nas segundas, terças e quartas-feiras.
Abordei um assunto que agradou muito tanto os participantes do programa como os telespectadores, pois ficamos debatendo por um longo tempo e a Magda recebeu manifestações comprovando isso. O tema foi que o acesso frequente ou excessivo a e-mails é um fator de estresse no trabalho e na vida, quando não se deixa de responder mensagens até nas férias! 
Que bom que o assunto agradou, imagino que muitos se identificaram!
Fico feliz, porque levo muito a sério meus comentários e sempre pesquiso e estudo o tema.
Como eu cheguei cedo na Rede Pampa, consegui bater fotos do pessoal da bancada do programa e aproveito, então, para veicular aqui no blog para os meus leitores verem o cenário, as pessoas e os bastidores.  
Amanhã pego o avião às 6h45min para o Rio de Janeiro e volto no vôo das 22h do mesmo dia.
Não terei condições de fazer postagens, meu dia será muito corrido, mas prometo atualizar o blog na quarta-feira, se Deus quiser.
Vou dormir agora para estar inteirinha quando o despertador tocar, às 5h... Até quarta-feira!


Eu, Jayme Keunecke e Magda Beatriz
Ex-prefeito da capital, José Fogaça, eu e o deputado estadual, Luis Augusto Lara
Ex-prefeito, José Fogaça, deputado estadual, Frederico Antunes e  Luiz Coronel, escritor, poeta e publicitário
Os bastidores do programa Pampa News

domingo, 27 de novembro de 2011

Em Boa companhia


Sair para jantar figura entre meus programas favoritos, ainda mais com a família. Quando sou eu quem  escolhe  o restaurante, sem pestanejar, fico com a culinária italiana, acompanhada de um bom vinho.



Jantando com o Marcelo e Felipe
 

Operários Da Noite


Sábado de madrugada. O telefone toca.Dou um salto da cama e logo olho para a porta do quarto do meu filho. Está fechada.Que alívio!
Então, ele já havia chegado da festa. Quem tem filho jovem sabe bem o que isso significa...
Passado o primeiro susto, corro atender o telefone, temendo receber uma má noticia, pois quem ligaria a esta hora da noite?
Do outro lado da linha a voz do porteiro do prédio situado em frente à minha casa.Ele informava que meus dois cachorros haviam fugido.
Acordei depressa meu marido que, como é da natureza masculina, questionava o ocorrido. Enquanto assim ele agia, eu vestia rapidamente um abrigo e uns tênis por cima da camisola.Fazia frio, um friozinho próprio das madrugadas.
Parti então na busca da minha dupla canina.
Fui escoltada pelo Felipe que acordou com a confusão armada.
Eram 3 horas da manhã.Dirigia pelas ruas escuras e quase desertas do meu bairro, enquanto observava tudo ao meu redor.
Conheci,naquele momento, um universo até então completamente desconhecido para mim - durmo cedo, muito cedo, sou diurna e nada noturna - homens e mulheres que trabalham na calada da noite.
São jornaleiros, vigilantes, porteiros, frentista, taxista, lixeiros, motoboys... que fazem parte da rotina noturna da nossa cidade, e por que não dizer, das nossas vidas? Percebi, naquele momento, o quanto somos dependentes daqueles profissionais noturnos!
Na procura da Frida e do Dimas, meus preciosos cachorros, falei com um, com outro, com muitos trabalhadores e senti a solidariedade dessas anônimas pessoas, que partilhavam conosco a angustia pelo desaparecimento de nossos bichos, como se fossem deles.
O mais surpreendente de tudo, é que esses operários da noite executam o seu oficio com disposição, bom humor e educação, enquanto a população dorme embaixo de cobertas quentinhas.
Diante do quadro que presenciava, fiquei a pensar que tem tanta gente que acorda de mal-humor, o que nessa hora me parece inaceitável.
Depois disso, aprendi que por de trás do jornal que chega nas primeiras horas da manhã em nossa porta, da lata do lixo vazia, do vigilante que guarda o nosso sono, do motoboy que entrega o remédio solicitado de uma farmácia, está o ser humano, cumprindo com maestria a sua tarefa e ainda prestando auxilio aos “intrusos” daquele espaço que, como eu, por exemplo, naquela noite aparecia por ali.
Foi com  ajuda de dois jornaleiros que encontrei a Frida.O Dimas apareceu sozinho, no portão de casa, no amanhecer de um novo dia, para mim, que muito aprendi com esses operários da noite.

sábado, 26 de novembro de 2011

PP de Porto Alegre

Vereadores  e lideranças do PP de Porto Alegre estiveram reunidos  com o presidente estadual, Celso Bernardi e a Senadora Ana Amélia Lemos.
A reunião aconteceu nesta sexta-feira  na Câmara de Vereadores. Na pauta as eleições municipais, possíveis alianças, projetos para cidade e bandeiras do partido a serem apresentadas aos parceiros de 2012.
Celso Bernardi, salientou que a participação do PP neste pleito tem um diferencial  que chama-se  Ana Amélia. A senadora  fez mais de 400 mil votos na Capital, ou seja,o partido tem um enorme potencial para mostrar, tanto numa candidatura própria, como numa possível coligação.
Os progressistas que participaram do encontro manifestaram satisfação pelo momento positivo que o partido vive. Eles atribuíram a auto-estima renovada ao  trabalho da Ana Amélia. A Senadora falou do cenário político na Capital: “Não é hora de nos afoitar. Este é o período das conversas, de analisar as possibilidades e de montar estratégias. Talvez seja o momento de quebrar paradigmas e principalmente saber que a sociedade quer ver o trabalho dos políticos acontecer”.        
O presidente do diretório metropolitano criou uma comissão para elaborar estratégias para as eleições.                                                

Vereador Nedel, presidente do PP de POA, Tarso Boelter, deputado estadual, Mano, presidente do PP Estadual, Celso Bernardi, vereador Dib, senadora Ana Amélia, eu, ex-presidente do PP de POA, Tulio Macedo, vereador Beto Moesch
Celso, Dib e Ana Amélia
Reunião de lideranças progressistas
Eu, Ana Amélia e Beto Moesch

Tarso Boelter e eu

Dr. Tulio Macedo e eu


Crédito das fotos:Geancarla de Aguiar ( imprensa do PP) e Fernanda Maia Mello ( Bancada Progressista)

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Lançamento de importante livro jurídico

É com imenso orgulho que veiculo aqui no meu blog  o lançamento  da 2ª edição do  livro  “A Incorporação Imobiliária– À luz do Código de defesa do Consumidor e do Código Civil”, publicado pela Editora Revista dos Tribunais. A sessão de autógrafos será nesta quinta-feira ás 18 horas, na Livraria RT de São Paulo (Rua Conde do Pinhal, 80 - Centro).

O autor deste livro jurídico é o advogado Leandro Leal Ghezzi, meu querido sobrinho que vi crescer, filho da minha irmã Maria Inês Leal e Henrique Ghezzi, meu ex-cunhado.

Em tempo:Como o evento ocorrerá no exterior (do Rio Grande do Sul), a presença de todos, embora recomendada, é facultativa...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

30 Anos de fraternidade


Como para mim palavra dada é um compromisso sagrado e prometi contar aqui no blog sobre o evento da comunidade judaica, aqui estou para fazer o relato.
Primeiro, quero dizer que cada vez mais me convenço que para vencer na vida é preciso ter organização e isso vale para tudo, desde um simples almoço com as amigas, encontros familiares, compromissos de trabalho, reuniões importantes, até eventos sociais.
Se não houver planejamento, fica complicado compatibilizar nossa vida pessoal com nossa vida profissional.
Um bom exemplo disso foi o desse compromisso.
Era importante eu ir na festa da comunidade judaica, tenho fortes vínculos afetivos com todos, além do que,  havia prometido comparecer, então, nem cogitei da possibilidade de faltar, mas, para isso acontecer, tinha que montar uma estratégia.
É que nas segundas, terças e quartas-feiras, eu participo do programa de tevê Pampa News.
O horário que termina o programa -19h45min - mais o trânsito de Porto Alegre, deixavam claro que não havia a menor possibilidade de passar em casa para me arrumar, sob pena de perder o início da solenidade.
Então, eu sai de casa pronta, ou seja, de vestido, colar de pérolas, brincos e maquiagem, mas amenizei essa produção festiva, colocando um sapato de salto baixo e um blazer por cima.
No meu carro, estavam a bolsa de cetim e os sapatos, que coloquei quando sai direto da Rede Pampa para o Clube Leopoldina Juvenil.
O Alexandre estava me aguardando dentro do salão e cheguei um pouco antes do evento começar.
Deu tempo, inclusive, para conversar com a Nara e o Nelson Sirotsky e com a Matilde e o Pedro Gus.
O salão Imperatriz estava repleto, acho que havia cerca de 700 pessoas.
A festa foi organizada pela dupla Iara e Roberta Jalfim. A decoração estava linda e a comida deliciosa, tudo impecável. Mãe e filha são imbatíveis, sou fã delas!
Os discursos foram informativos e afetivos. Cada um dos oradores deu seu toque pessoal e isso, na minha opinião, foi o ponto alto da comemoração.
O rabino Alejandro Lilienthal contou da sua busca religiosa e vida familiar na Florida.
O rabino Mendel, mais uma vez, me surpreendeu com sua simplicidade quando agradeceu a presença de todos na sua trajetória de 30 anos em Porto Alegre. Admiro o Mendel, que é um religioso ortodoxo consigo mesmo, sem isso jamais interferir no convívio com pessoas de outras religiões. Digo isso com conhecimento de causa, pois sou católica praticante e amiga dele.
A Mimi Liberow,  esposa do rabino,  quando falou abriu o coração de mãe, esposa e professora dedicada a difundir o judaísmo para a comunidade de Porto Alegre. Ela fez uma breve retrospectiva desses 30 anos, das dificuldades, das renúncias, da saudade da sua terra natal, os Estados Unidos, que foram compensadas pela sinceridade e boa acolhida das pessoas que conheceu. Confesso que fiquei impressionada com a força daquela mulher de fisionomia delicada e até mesmo frágil. Eu, que conheço a Mimi há muito tempo não tinha me dado conta da caminhada difícil que havia feito. Ela é o tipo de pessoa que só fala coisas boas. Fiquei mais encantada ainda com essa doce fortaleza que é a Mimi. Aliás, penso que para o casal Mimi e Mendel, cai como uma luva o ditado: “A fé remove montanhas”. 
Depois se pronunciaram o Nelson Sirotsky e o prefeito Fortunati, que foi muito feliz ao registrar a importância da construção do Centro Cultural Judaico na capital dos gaúchos.
O Nelson, no seu discurso, arrancou risos de todos os convidados. Ele contou que há uns anos atrás, numa festividade da sinagoga Henrique Dias, foi o recebimento da nova Torá - livro sagrado do judaísmo. Havia muitas pessoas alegres, cantando e dançando na celebração e ele, que estava meio cansado pelo dia intenso de trabalho, ficou por alguns momentos um pouco para trás, parado, somente assistindo a beleza daquilo, quando aproximou-se uma senhora para conversar com ele num sotaque idische - idioma que é falado pelos judeus da diáspora, que é uma mistura do russo, alemão e outros mais. Vejam que espetáculo foi esse diálogo:

Senhora: É verdade que o senhor deu essa Torá?
Nelson: Sim, eu e minha família.
Senhora: Toma cuidado com o rabino. 
Nelson: Por que? 
Senhora: Ele vai pedir uma sinagoga.
O Nelson, surpreso e sem responder, olhou para ela.
Senhora: E se o rabino pedir a sinagoga, o senhor vai dar?
Nelson: Tenho que ver....
Senhora: Então, eu vou lhe deixar meu cartão, porque sou corretora de imóveis.
Risada geral na platéia.


Depois dos pronunciamentos, das homenagens às pessoas que colaboraram com a comunidade judaica , da apresentação do projeto do Centro Cultural de Daniel Libeskind, um dos arquitetos mais conceituados do mundo, que tem como objetivo unir cultura judaica e universal, tecnologia e arte na capital gaúcha,foi a vez de reencontrar amigos queridos que eu não via há tempos.
Ah! Que coisa boa falar com a Gisa e o Norberto, Nara e Nelson, Sofia e Leonidas, Elenita e Thelmo, Matilde e Pedro, Beatriz Renato, Sidney, Mimi e Mendel, Moema e Lairson, Marisa e outras pessoas que eu gosto tanto...
Adorei ver o Beto, que é amigo de infância do Felipe, que cresceram e estudaram juntos. Lembramos da torta de chocolate e da gelatina cor-de-rosa que eu fazia para o lanche da turma que vinha do futebol louca de fome. 
Me senti pequena para tantos abraços. Foi uma noite de mega emoção. Todos com quem eu falei queriam saber dos meus planos profissionais. Senti que, independente da minha área de atuação, tenho uma torcida fiel e forte. Muitos disseram me assistir no Pampa News.
Jamais esquecerei as demonstrações de afeto que recebi nesse evento dos 30 anos de Beit Lubavitch. 


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Uma festa linda


Cheguei agora de uma importante comemoração  da comunidade judaica. Prometo amanhã contar tudo com detalhes. Vejam  a correspondência que recebi anunciando esse evento.



Cara Mônica Leal,

Com certeza deves estar ótima.
A Sociedade Beneficiente e Cultural Beit Lubavitch, sempre será grata a ti.
Juntamente com estada do Rabino Mendel Liberow, estaremos comemorando 30 anos em Porto Alegre e estou te enviando convite para participares conosco de evento comemorativo, bem como te pedindo uma mensagem para ser publicada em revista comemorativa.
Desde já agradecemos.

Sidney Ochman

 

 

B e i t  L u b a v i t c h               B¢¢H                 

Sociedade Beneficente e Cultural Beit Lubavitch


Porto Alegre, 21 de setembro de 2011.

ILMA  SRA MÔNICA LEAL

Vimos pelo presente convidar a V.Exa. para participar do evento comemorativo do 30 anos da Sociedade Beneficente e Cultural Beit Lubavitch em Porto Alegre, fundada pelo Rabino Mendel Liberow, que ocorrerá no dia 21 de novembro de 2011 as 19:00hs, na Sociedade Leopoldina Juvenil.
Nesta oportunidade, estará ocorrendo o lançamento do Projeto do Centro Cultural Beit Lubavitch, elaborado pelo renomado arquiteto Daniel Libeskind(responsável pelo projeto de reconstrução do World Trade Center em NY).
O lançamento do projeto será realizado pelo Dr. Nelson Sirotsky e o evento será abrilhantado pelo Sr. Alejandro Lilienthal, renomado orador da Florida/EUA.
Gostaríamos ainda, de solicitar a manifestação de V.Exa. para  fazer constar da Revista Comemorativa dos 30 anos do Beit Lubavitch em Porto Alegre, que será lançada nesta festividade.

Atenciosamente,

RABINO MENDEL LIBEROW                                                 
SIDNEY OCHMAN-Presidente         
                            


 

domingo, 20 de novembro de 2011

Adão,concordo contigo!



Lendo os jornais, como faço todos os dias assim que acordo, pois gosto de dedicar esse momento da manhã à leitura e à informação, mas as vezes tem  assuntos que me interessam demais e quero comentar no programa de tevê Pampa News, ou aqui no blog, então, guardo-os numa pasta para  reler. Foi aí que me deparei com um guardado da semana passada.Era a nota do jornalista Adão Oliveira, do Jornal do Comércio, que faz um registro muito interessante sobre um dos assuntos que dominou o mês de novembro, que foi a doença do ex-presidente Lula.
Como sei que nem todo mundo tem acesso a esse importante veiculo de comunicação escrita, resolvi postar o material no  blog, e, assim oportunizo aos meus leitores esse comentário do jornalista Adão Oliveira, que se destaca em tudo que informa e analisa e é considerado um dos papas do jornalismo político gaúcho.Eu sou uma fiel leitora da coluna “Conexão Política".







Adão Oliveira | adaooliveira@hotmail.com
Conexão Política



Grande Marisa Letícia!
A ex-primeira-dama Marisa Letícia, sempre tão criticada por sua postura de mulher de periferia, está dando uma demonstração ao Brasil de solidariedade, abnegação e amor por Lula (PT), o seu paciente íntimo. Durante o mandato de Lula, Marisa Letícia sempre esteve ao seu lado: em solenidades, jantares festivos e viagens nacionais e internacionais. Muitos colunistas ridicularizam o seu despreparo social, o seu penteado, suas roupas, seus sapatos, suas poucas joias. Diziam que ela entrava calada e saía muda desses encontros, pois era monoglota. Assim, dona Marisa atravessou os oitos anos em que Lula presidiu o Brasil. Ela sempre foi um personagem periférico nas relações oficiais de seu marido. Que nunca se diga que dona Marisa interveio em qualquer decisão do presidente da República para favorecer alguém. Isso não aconteceu. Ela entrou discreta e saiu discreta dos palácios do Planalto e Alvorada. Agora, a partir da doença que acometeu o seu marido - câncer na laringe -, Marisa Letícia cresceu. Foi dela a decisão de fazer Lula se submeter a exames. Também foi ela que o internou. Em seu apartamento, em São Bernardo do Campo, Lula experimenta a solidão que no poder ele nunca teve. Ninguém à volta. Só dona Marisa o acompanha, sempre sorrindo, solidária.

LIÇÂO - Ela cortou os cabelos e raspou a barba de Lula. Na foto que registra o fato, ambos aparecem às gargalhadas, como no dia em que Lula se elegeu presidente da República. Que lição de vida! “A vida é curta para ser pequena.”


sábado, 19 de novembro de 2011

O avô Pedro Américo Leal


Os netos tem verdadeira adoração pelo avô e dedicam-se a contar-lhe suas coisas e ele curte demais.É bonito de ver esse convívio e confirmar que a educação e os valores foram repassados.
Meus filhos estão formando suas famílias. O tempo passou rápido demais. Ah, o tempo, sempre ele provando que a vida é  surpreendente!
Essa foto registra a integração das gerações. 




Marcelo , Pedro Américo, Felipe e James 


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Prêmio Press 2011 bate recorde e encerra votações com 257 mil indicações



Mônica  querida, te espero lá 3ª feira.Bj
Julio Ribeiro







O Prêmio Press, em sua 12ª edição, bateu todos os recordes de participação nas duas primeiras etapas de votação (Popular e Profissional), tendo registrado 257 mil indicações, quase 32% a mais do que o registrado no ano passado.
“Isso demonstra que o Prêmio Press está mais do que consolidado como o principal evento de comunicação do Rio Grande do Sul”, destaca o diretor-Geral da revista Press, Julio Ribeiro. Ele informa ainda que, ao todo, mais de 490 jornalistas e radialistas foram votados, o que valoriza ainda mais o fato de qualquer profissional ficar entre os cinco finalistas do Prêmio Press.
A relação definitiva dos finalistas, que está sendo divulgada, mostra apenas três alterações em relação à 5ª parcial, publicada na semana passada.
Agora, essa lista quíntupla, nas 15 categorias de premiação, passará pela terceira e decisiva fase de votação, que é a do Júri de Lideranças, da qual participarão 30 personalidades do mundo político, empresarial e associativo do RS. Essas lideranças receberão envelopes fechados com o formulário de votação, suas indicações serão sigilosas e serão somadas poucas horas antes da grande festa de premiação, que neste ano está marcada para o dia 22 de novembro, a partir das 19h, no Teatro Dante Barone, da Assembléia Legislativa.
Afora a premiação das 15 categorias que passaram pelo Voto Popular e Voto Profissional, serão entregues mais três troféus pela revista. O troféu Sistema Fiergs Homenagem Especial, que será dado ao empresário Otávio Gadret, presidente da Rede Pampa de Comunicação, e os troféus Banrisul de Comunicação em Agrobusiness e Comunicação em Economia – uma novidade deste ano - cujos homenageados estão sendo definidos em conjunto pela revista Press e patrocinador.

O Prêmio Press 2011 tem o apoio de: Sistema Fiergs, Nestlé, Grupo Zaffari, Banrisul, SindiRádios, Krim Bureau e Assembleia Legislativa. 




REPÓRTER DE RÁDIO DO ANO
- Cid Martins - Rádio Gaúcha
- Diana Mendel – Rádio ABC
- Fabiano Brasil – Band AM
- Felipe Chemale – Gaúcha
- Martina Jung – Band AM

REPÓRTER DE TELEVISÃO DO ANO
- Carolina Aguaidas – SBT
- Cláudio Andrade – Band TV
- Guacira Merlin – RBS TV
- Rodrigo Lopes – RBS TV
- Wilson Rosa - SBT

REPÓRTER DE JORNAL/REVISTA DO ANO
- Ana Paula Silveira – O Sul
- Aline Mendes – Zero Hora
- Fábio Iasnogrodski – Jornal do Comércio
- Humberto Trezzi – Zero Hora
- Patrícia Comunello – Jornal do Comércio

COLUNISTA DE JORNAL/REVISTA DO ANOTroféu Fernando Albrecht
- David Coimbra – Zero Hora
- Flavio Pereira – O Sul
- Ivan Mattos – Jornal do Comércio
- Rosane Oliveira – Zero Hora
- Taline Opptiz – Correio do Povo

COMENTARISTA DE TELEVISÃO DO ANO
- João Garcia – Band TV
- Lasier Martins – RBS TV
- Luiz Carlos Reche – TV Record
- Maurício Saraiva – RBS TV
- Ricardo Vidarte – SBT

COMENTARISTA DE RÁDIO DO ANO – Troféu Ruy Carlos Ostermann
- Adroaldo Guerra Filho – Rádio Gaúcha
- João Carlos Belmonte – Guaíba AM
- João Garcia – Band AM
- Nando Gross – Rádio Gaúcha
- Vinícius Sinott - Rádio Guaíba

APRESENTADOR DE TELEVISÃO DO ANO
- Carla Fachin – RBS TV
- Edieni Ferigollo - SBT
- Farid Germano Filho – TV Record
- Lucia Mattos – Band TV
- Magda Beatriz – TV Pampa

APRESENTADOR DE RÁDIO DO ANO
- André Machado – Gaúcha AM
- Felipe Vieira – Guaíba AM
- Ieda Risco – Guaíba AM
- Milton Cardoso – Band AM
- Thiago Suman – Rádio O Sul AM

JORNALISTA DE WEB DO ANO
- Maxwell Bernardes - www.litoralemmovimento.com.br
- Políbio Braga - www.polibiobraga.com.br
- Previdi -www.previdi.com.br
- Renato Martins -http://blogdorenatomartins.blogspot.com
- Vilnei Herbstrith - www.brasilimprensa.com.br

REPÓRTER FOTOGRÁFICO DO ANO
- Diego Vara - Zero Hora
- Jackson Ciceri – O Sul
 - Pedro Revillion – Correio do Povo
- Ronaldo Bernardi – Zero Hora
- Wilson Genes dos Santos Cardoso - Brigada Militar

LOCUTOR/APRESENTADOR DE NOTÍCIASTroféu Milton Jung
- Antonio Carlos Niderauer – Rádio Gaúcha
- Denise Cruz – Rádio Gaúcha
- Maria Luiza Benitez - Rádio Guaíba
- Nilton Fernando - Rádio Continental FM
- Ronaldo Berwanger – Rádio Guaíba

JORNALISTA DESTAQUE DO INTERIOR
- Acácio Silva – Rádio Uirapuru AM/Passo Fundo
- Carlos Simonetti - Rádio Fandango/ Cachoeira do Sul
- Diana Mendel – Rádio ABC
- Emilio Rotta – O Informativo do Vale/Lajeado
- Renato Oliveira – Correio do Povo/Santa Maria

MELHOR PROGRAMA DE RÁDIO DO ANO
- Band Repórter - Band AM
- Cafezinho – Pop Rock
- Chamada Geral 1ª Edição – Rádio Gaúcha
- Guaíba Cidades – Rádio Guaíba
- Pampa Saúde – Rádio Pampa

MELHOR PROGRAMA DE TELEVISÃO DO ANO
- Balanço Geral – TV Record
- Conversas Cruzadas – TVCOM
- Jornal do Almoço – RBS TV
- Pampa News – TV Pampa
- SBT Rio Grande Manhã – SBT

JORNALISTA DO ANO (Grand Prix) – Troféu Nestlé
- Felipe Vieira – Rádio Guaíba
- Giovani Grizzoti – RBS
- Luiz Carlos Reche – Rádio Guaíba
- Milton Cardoso – Band AM
- Roberto Brenol Andrade – Jornal do Comércio