Projetos

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Pesquisa Ibope aponta vitória de Ana Amélia na disputa para o Governo do Rio Grande do Sul


Se a disputa para o Governo do Estado do Rio Grande do Sul fosse hoje, a senadora Ana Amélia, do Partido Progressista (PP), seria eleita governadora no segundo turno, com 38% das intenções de voto, contra 23% do atual governador, Tarso Genro (PT). Os números são da pesquisa Ibope, publicada nesta segunda-feira (30) pelo jornal Zero Hora. 
Além da vitória sobre Tarso Genro, no segundo turno, Ana Amélia também possui índices superiores em relação aos demais indicados na pesquisa: 46% contra 8% do ex-prefeito de Caxias do Sul, José Ivo Sartori (PMDB); 46% a 4% contra o ex-prefeito de Uruguaiana, Sanchotene Felice (PSDB); 46% a 5% contra Roberto Robaina (PSol); 47% a 4% contra Vera Guasso (PSTU); E 46% A 7% contra o deputado federal Vieira da Cunha (PDT).
 Ana Amélia também possui o menor índice de rejeição entre os nomes indicados na pesquisa. A ordem é a seguinte: Vera Guasso 33%, Roberto Robaina (32%), Sanchotene Felice 31%, Vieira da Cunha 29%, José Ivo Sartori 27%, Tarso Genro 25% e Ana Amélia 18%.
 Na simulação da disputa no primeiro turno, Ana Amélia aparece empatada tecnicamente com Tarso Genro: 26% a 27%. Na sequência aparecem José Ivo Sartori, com 4%, Vieira da Cunha, com 2%, Sanchotene Felice, Roberto Robaina e Vera Guasso, com 1% cada. 
A pesquisa ouviu 1.008 eleitores entre os dias 24 e 27 de setembro e tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Divulgação: Assessoria de Imprensa Senadora Ana Amélia

40 anos de fraternidade


Neste domingo estive na Quadragésima Feira da Fraternidade da Wizo RS.
A pedido da presidente, minha amiga Sophie Isdra, fui trajada de pilcha gaúcha. É que a novidade da edição deste ano foi a inauguração do Galpão Crioulo da feira. 
O Salão de Eventos do Plaza São Rafael estava completamente lotado.
Muita gente prestigiando a iniciativa que já é um evento consagrado no calendário dos eventos beneficentes de Porto Alegre – quarenta anos não é pouca coisa. 
A feira foi um sucesso e isso se deve ao trabalho incansável das mulheres da comunidade judaica de Porto Alegre. Parte da renda foi destinada ao trabalho da Associação Israelita Damas de Caridade e para a Casa do Menino Jesus de Praga.
Quero ressaltar aqui a organização do grupo da Wizo. Tudo funcionou no tempo e na medida certa e de forma dinâmica: barracas de mercadorias diversas, roda de chimarrão, teatro, almoço, sala de chá com tortas deliciosas, desfile de moda infantil, danças israeli e comidas típicas. 
Não posso deixar de comentar da acolhida sempre afetuosa que recebo dessas mulheres da Wizo a cada novo encontro e que carrego a comunidade judaica no meu coração de maneira muito especial.


Vestida a rigor com a pilcha feminina
Já sem o poncho ao lado da presidente da
 Wizo RS, Sophie Isdra
Sendo recebida na feira com direito a entrevista
Muitas bancas com produtos convidativos
Bela exposição e venda de quadros
Parece que o Galpão Crioulo atraiu o público masculino
Muitos quitutes e...
...e tortas deliciosas feitos pelas mãos das mulheres
da comunidade judaica
Ao lado de Zilda Schvartzman
Com Mario Cardoni, presidente da Federação Israelita
do Rio Grande do Sul
Bandeiras em harmonia enobrecendo a feira









domingo, 29 de setembro de 2013

O Baile das Cinderelas

A Martina e a Catharina comemoram seus aniversários na tarde deste sábado no espaço de festas do condomínio da Juliana e do James. 
As duas estavam muito lindas vestidas de Cinderela. O motivo da festa foi todo desta personagem que é a preferida das meninas.
Teve muita brincadeira e um teatro, que contou com o Príncipe, a Cinderela e a Fada Madrinha. As crianças fizeram silêncio total na hora e olha que havia uma mistura de diferentes idades. Interessante que essa história clássica e antiga da literatura, recriada por Walt Disney, até hoje atravessa gerações e continua encantando o universo infantil e o adulto.
É incrível como a festa de aniversário para as crianças é uma coisa mágica! Como adoram e aguardam esse dia chegar!
Compareceram muitas coleguinhas do colégio da Martina, vizinhas e os primos Thomas, Marcela, Alice, Artur e Júlia. A família Marchiori veio em peso de Santa Maria.
A meu pedido, São Pedro mandou parar a chuva na hora do aniversário e mesmo com a festa completamente organizada para acontecer em dois salões, as crianças extravazaram, como é da natureza delas, e também aproveitaram os jardins para correr e brincar enquanto era dia.
A Martina adorou e a Catharina, comemorando seu primeiro aninho, fez sua estreia de forma feliz e curiosa com tudo. A Juliana se esmerou para esta linda festa, onde tudo foi pensado para a felicidade das pequenas e de seus convidados. 
As fotos são uma amostra disso que falo!

As Cinderelas no Baile
Conto de fadas completo
Juliana e James entrando na história
Apresentação do teatro
O momento mágico da prova do sapatinho de cristal
A fada madrinha falando diretamente para a Martina
Hora do parabéns
Família Marchiori 
Juliana e James, Fernanda e Marcelo e as nossas meninas
Eu com as Cinderelas
James com a Catharina


Alexandre, Catharina e eu
Família com o dr. Lucas Teixeira, médico que trouxe
as duas ao mundo

Dindos da Catharina: Carlos e Martha
Felipe e Duda presentes

Primo Thomas, com a vovó Cristina e a mamãe Aline
As princesas de azul e rosa: Martina e Marcela
A mesa
O bolo

Registrando a fantasia completa

Três gerações
Mãe e filha
Final de festa, a pequena Cinderela tem que descansar




Amar é compartilhar momentos


Com imagens que registram este amor compartilhado com meu trio querido, desejo um feliz domingo aos leitores do meu blog!
As fotos foram tiradas neste sábado, na comemoração dos aniversários da Martina e da Catharina.
Aguardem que depois farei uma postagem com mais registros da festinha das meninas.


Com a Catharina 

Com a Martina
Com a Marcela


sábado, 28 de setembro de 2013

Momento absurdo



Estamos vivenciando mais uma greve, desta vez dos bancários, com o consequente fechamento das agências bancárias. 
Esta situação dificulta em muito o acesso a serviços que só são possíveis dentro das agências e, principalmente, o pagamento de contas. 
Mesmo sendo possível pagar algumas delas em lotéricas, muitas não são aceitas nesses estabelecimentos.
Somado a isso, tem os pequenos comerciantes que honram seus compromissos e não estão recebendo seus créditos motivados por esta greve. 
Levando-se em conta que este é um grave problema que afeta a vida dos cidadãos de bem, não era hora das autoridades brasileiras decretarem uma prorrogação para os vencimentos até a situação se normalizar?
Ora, que bancários e banqueiros se entendam, mas que não nos prejudiquem!








Muito bom, muito bom


Professor que nunca havia reprovado um só aluno




Um professor de economia em uma universidade americana disse que nunca havia reprovado um só aluno, até que certa vez reprovou uma classe inteira.
Esta classe em particular havia insistido que o socialismo realmente funcionava: com um governo assistencialista intermediando a riqueza ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e justo.
O professor então disse, “Ok, vamos fazer um experimento socialista nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos suas notas nas provas.” Todas as notas seriam concedidas com base na média da classe, e portanto seriam ‘justas’. Todos receberão as mesmas notas, o que significa que em teoria ninguém será reprovado, assim como também ninguém receberá um “A”.
Após calculada a média da primeira prova todos receberam “B”. Quem estudou com dedicação ficou indignado, mas os alunos que não se esforçaram ficaram muito felizes com o resultado.
Quando a segunda prova foi aplicada, os preguiçosos estudaram ainda menos – eles esperavam tirar notas boas de qualquer forma. Já aqueles que tinham estudado bastante no início resolveram que eles também se aproveitariam do trem da alegria das notas. Como um resultado, a segunda média das provas foi “D”. Ninguém gostou.
Depois da terceira prova, a média geral foi um “F”. As notas não voltaram a patamares mais altos mas as desavenças entre os alunos, buscas por culpados e palavrões passaram a fazer parte da atmosfera das aulas daquela classe. A busca por ‘justiça’ dos alunos tinha sido a principal causa das reclamações, inimizades e senso de injustiça que passaram a fazer parte daquela turma. No final das contas, ninguém queria mais estudar para beneficiar o resto da sala. Portanto, todos os alunos repetiram aquela disciplina… Para sua total surpresa.
O professor explicou: “o experimento socialista falhou porque quando a recompensa é grande o esforço pelo sucesso individual é grande. Mas quando o governo elimina todas as recompensas ao tirar coisas dos outros para dar aos que não batalharam por elas, então ninguém mais vai tentar ou querer fazer seu melhor. Tão simples quanto isso.”
1. Você não pode levar o mais pobre à prosperidade apenas tirando a prosperidade do mais rico;
2. Para cada um recebendo sem ter de trabalhar, há uma pessoa trabalhando sem receber;
3. O governo não consegue dar nada a ninguém sem que tenha tomado de outra pessoa;
4. Ao contrário do conhecimento, é impossível multiplicar a riqueza tentando  dividi-la;
5. Quando metade da população entende a ideia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação.


Texto adaptado por: Rodrigo Campanini Rubio


sexta-feira, 27 de setembro de 2013

A minha semana política


Passando a limpo a semana política de muitos compromissos na Câmara Municipal e em agendas externas. 
Olhando para trás, desde a segunda-feira, vejo que a semana foi das mais movimentadas e intensas, tanto em número de eventos quanto em significado.
Através desse banco de imagens, compartilho essa dinâmica vivida com muito orgulho em meu ofício de vereadora da capital dos gaúchos.

Vereadores integrantes da CPI da Procempa visitaram a Promotoria de Justiça e Defesa do Patrimônio Público, recebidos 
pela promotora Martha Weiss Jung. Na pauta o processo aberto pelo Ministério Público para
 investigar as possíveis irregularidades na empresa

Em audiência com o vice-prefeito, Sebastião Melo

Encontrando o jornalista Marcos Martinelli, que esteve na Câmara


Reunião semanal da Cedecondh (Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos
Humanos e Segurança Urbana)

Registro da reunião de articulação com a base do governo para avaliar os projetos em andamento 
que ocorreu no Salão Nobre da Câmara com a presença do vice-prefeito Sebastião Melo, 
na cabeceira da mesa


Na Sessão Solene que concedeu o título honorífico de Cidadão de Porto Alegre ao médico pneumologista 
Rogério Gastal Xavier, que foi minha proposição

CPI: registo do depoimento do sr. Luiz Carlos Pachaly, coordenador da Comissão de Trabalhadores da Procempa

Movimentação de plenário na quarta-feira: eu e meu colega progressista vereador Guilherme Villela

Visita no gabinete: recebi o progressista Túlio Macedo e
Adaila Rechden


Com o tenente-coronel José Carlos Riccardi Guimarães, presidente da Associação dos Oficiais da 
Brigada Militar, após a Tribuna Popular utilizada em defesa do resgate da segurança pública no RS

Em reunião com o secretário Cezar Busatto no Paço Municipal, tratando da gratificação dos servidores da Governança, 
que levaram o assunto recentemente para a nossa comissão (Cedecondh)