Projetos

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Boa Viagem, Nossa Senhora!



Antigamente, no mês de maio, era costume entre as pessoas católicas receber em seus lares uma imagem da Nossa Senhora protegida dentro de uma pequena caixa, que depois deveria seguir de casa em casa. Todos tinham muito orgulho em ter a imagem da santa em suas casas. Era mesmo uma honra! Ela passava para nos ajudar. Eu me lembro, quando criança, que a chegada da capelinha na minha casa era sempre motivo de alegria e esperança.  
Em lembrança a este antigo costume, quero compartilhar com os leitores do meu blog, a fim de que ela passe para ajudá-los, caso aceitem, esta mensagem com a  imagem da Nossa Senhora, algo que sempre me faz um grande bem. 


                                 


 
 
Que a Nossa Senhora  viaje de casa em casa, de lar em lar, de escritório em escritório...
Ela ficará bem se chegar onde alguém estiver precisando dela e onde ela possa ajudar.



             

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Comentários sobre a postagem "Motos X Carros"


Gostei muito de sua declaração cara amiga Mônica Leal, mais o que você espera de um país que acabou de aprovar que usuários podem usar a maconha livremente, o que foi aprovado hein? E que familiares de presos possam usufruir de auxilio reclusão você sabia disso, e nós pagando imposto pra eles. É o fim da picada é o fim mesmo! O Brasil para melhorar só se começasse do Zero novamente. Isso que você falou do trânsito eu frequento todos os dias.
Abraços.Renato Menezes



Mônica, és sensata e equilibrada no teu posicionamento. A voz dos motoristas da cidade, tenho certeza. Maravilha ser tua amiga , guria. Bjos.
Carmen Sylvia Oliveira Macedo




Mônica
Concordo plenamente contigo.Um dia desses eu estava na Carlos Gomes e saiu um motoqueiro do nada,é bem como dissestes nossa visão de dentro do carro é restrita,levei o maior susto!!! Beijos.Sônia Paiva




Mônica, concordo com você! Várias vezes quase fui atropelada, quando a sinaleira mudava o sinal e eu não tinha terminado de atravessar a rua. Os carros não sairam dos lugares, mas as motos ultrapassaram com toda a velocidade quase em cima de mim, corri, caí e eles ficaram gritando: “ não viu que o sinal abriu!”
Odeio as motocicletas da geração de hoje.Muitos amigos anos 70 tinham suas motos, mas nunca vi eles correrem e nem acidentes.
Rosana Machado Araujo



Eles precisam de uma via...própria!!!! Abraços.Renato Rosa




Realmente é um horror parece que eles não se preocupam com a própria vida, mas nós temos que cuidar da nossa e da deles!!!!
Um beijo.
Martha Leal

terça-feira, 29 de maio de 2012

Motos X carros

 
Hoje eu quero compartilhar um problema que me aflige já há algum tempo: as motocicletas que infestaram a cidade de Porto Alegre.
Calma, eu não sou contra esse meio de locomoção e veículo de trabalho, muito pelo contrário, sou fã e fiel usuária dos serviços dos super úteis motoboys.
Ocorre que o trânsito na capital está um absurdo.
São milhares de automóveis trafegando pelas ruas e avenidas, muitas do mesmo tamanho e sem melhorias há anos e, somando-se a isso, motos ultrapassando constantemente, utilizando espaços mínimos nas vias.
Quem dirige sabe que nos automóveis existem pontos cegos quanto a visualização externa e que as motos surgem do nada, cruzando e cortando os veículos.
Será que esse pessoal sobre duas rodas não se dá conta de que o seu corpo é a própria lataria?
Minha nossa, eu fico pasma com o que vejo por aí.
A minha ideia é que haja uma normativa para que as motocicletas ocupem o espaço de um carro.
Nos Estados Unidos, na grande maioria dos estados, isso é lei e seu descumprimento é considerado crime de perigo público.
Com esta atitude simples, o índice de acidentes iria diminuir de forma surpreendente.
Por aqui, o desafio é o de cumprir realmente as lei e conseguir mudar a mentalidade dos motociclistas brasileiros, já acostumados a andar com a vida por um fio.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Amor tão puro


Como estive fora por uns dias, fiquei sem ver a Martina e a Marcela. Nos vemos toda a semana e isso me faz um grande bem.
Estava com muita saudade da minha dupla querida, mas não consegui encontrá-las logo que cheguei, porque minha atenção foi toda para o Felipe, que fez um procedimento cirúrgico ambulatorial na segunda-feira. Ele retirou um lipoma das costas. O que era para ser algo super simples, foi um pouquinho mais complicado por estar intra muscular, então, passei esse dia no hospital Moinhos de Vento e, depois, nas manhãs e tarde de terça e quarta-feira, estive envolvida com ele. 
Graças a Deus, foi tudo bem e meu filho caçula já retomou às suas atividades na faculdade e no estágio, apenas deixando temporariamente o esporte.
Fui respirar mais aliviada só na manhã de quinta-feira, quando pude pensar em programar algo com as meninas e resolvi que esse meu fim de semana seria inteiramente delas.
Ah! Como é bom ser enlaçada por aqueles pequenos bracinhos e poder desfrutar daquele amor tão puro. 
Na sexta-feira eu busquei a Marcela no maternal, que fica na zona sul, onde ela mora, e  trouxe para minha casa. Contei histórias, brincamos de boneca e até de pula-pula na minha cama antes do banho e do soninho da noite. Detalhe: comprei nos EUA uma calça de pijama que tem a estampa da Minnie e do Mickey que uso sempre que as meninas vem dormir aqui em casa, pois, assim, entro no cenário infantil  que crio para elas. 
Outra coisa: tenho uma caixa de brinquedos especialmente escolhidos nas preferências de cada uma, mas esses elas não podem levar para suas casas, ficam para brincar aqui, então tem distração para muitas horas.
No sábado, fomos buscar a Martina para passear conosco no parquinho de diversões do Iguatemi. Passamos o dia todo juntas. Até teatro para elas eu fiz e pelo jeito me saí super bem, pois elas pediram bis. Mas, também, eu me preparei para isso. É que trouxe de Maceió uns bonecos de pano, personagens da história da Chapeuzinho Vermelho e treinei um pouco em casa - foi um sucesso e tanto! Almoçamos na casa dos meus pais onde toda a família costuma se reunir a cada quinze dias, um encontro de gerações que é sagrado. Foi um tempo maravilhoso para mim e para elas, como sempre.

Marcela e eu brincando de...
...pula-pula
Marcela vestindo a boneca Poly ...
              
O abraço apertado da Martina
                    

 Martina e Felipe curtiram o meu teatro

Martina brincando de  Branca de Neve na floresta

Marcela e Martina no parquinho

Com a minha dupla querida


domingo, 27 de maio de 2012

Domingo muito especial no rádio

 
Mais uma vez, com muita satisfação, eu participei do programa “Galpão do Nativismo” da Rádio Gaúcha.
Conforme combinado com o Dorotéo Fagundes, eu cheguei  às 7h30min e fiquei até o final por conta dos muitos assuntos interessantes que foram discutidos, como o veto do prefeito Fortunati ao projeto de estruturação do Parque Temático da Cultura e Folclore Gaúcho, a pouca utilização do Parque Assis Brasil de Esteio durante o ano, o incentivo às cavalgadas como forma de divulgação das nossas tradições e os eventos culturais da cidade de Guaíba. 
Levei como pauta o artigo do Nico Fagundes, “ Fechando a porteira”,  que saiu no jornal Zero Hora deste sábado. 
Quando li o texto me emocionei. As palavras do Nico me tocaram profundamente. Ele despertou em mim um misto de tristeza e alegria. Sim, tristeza, por sua saída da mídia falada, onde sempre nos enriqueceu com o seu saber cultural, e alegria por identificar em suas palavras um sentimento que aprecio demais, o da gratidão.
A despedida do Nico foi feita como uma retrospectiva da sua vida profissional nominando uma a uma das pessoas que o ajudaram e que foram parte de sua caminhada, incluindo motoristas, técnicos, cinegrafistas, colegas, jornalistas e empresários dos veículos onde trabalhou.
Esse compartilhar de sabedoria, experiências e amizades a que o Nico Fagundes se refere tão magistralmente, faz parte das nossas vidas. Todos nós, um dia, recebemos lições por demais preciosas vindas de pessoas que devem ser lembradas e reconhecidas.
Talvez outros, na mesma situação, não fossem guiados pelo senso de gratidão e nem lembrassem de demonstrá-lo, mas o Nico, que é o maior ícone do tradicionalismo gaúcho, deu mais importância ao muito obrigado do que a qualquer grande feito da sua bela carreira.
Depois que eu falei no ar do quanto essa atitude do Nico havia mexido comigo, talvez por ter sido criada numa rígida disciplina militar, onde a gratidão é um sentimento natural, fui surpreendida com ele ao telefone, ao vivo, e foi emocionante. Falou a nós ali no estúdio e aos milhares de ouvintes desse momento que vive com tanta serenidade. Me fez uma declaração de amizade que encheu meus olhos de lágrimas.
Foi um programa único e maravilhoso, que recebeu inúmeras manifestações. Confesso que jamais esquecerei a manhã deste domingo.




sábado, 26 de maio de 2012

Comentários sobre a postagem " Mexam-se, prefeitos!"


Mônica
Hoje ao ler o seu blog, encontrei no último parágrafo do post falando que o seu voto vai para quem defender a segurança pública. Cá pensei, que o voto seria para você mesma!
Mas aí, agora eu conferindo o site do PP, encontro: "Mônica Leal oficializa pré-candidatura à Câmara de Porto Alegre".Que alegria!!!
Um grande abraço!  
Ângela Fachinello



Mônica, as coisas básicas para a sobrevivência do cidadão, “ Saúde, Educação e Segurança”, estão criticas e eles acham que esta tudo bem. Onde vai parar todo o dinheiro que arrecadam com os impostos ? Nunca se arrecadou tanto!
Rose Guazzelli



Verdade, a segurança pública tornou-se prioridade,chega!  Eliana Eli Marques Almeida

É isso aí Mônica. Vou compartilhar também com minha empregada e filhos para passarem adiante a outras pessoas que não sejam só amigos.Heloisa Suarez Gomes



É isso mesmo! Mais não podemos esquecer de saber, se o candidato vai nomear para o cargo um especialista em segurança urbana. E não um leigo no assunto em troca de favores. Jorge Heger





Mônica, eu concordo contigo!
Vera Schwarcz




Mãe, gostei muito desse post!
É isso aí! Vou votar em quem tiver por bandeira a segurança pública! Estou cansada de pagar impostos e não ter nenhuma contraprestação do Estado. Sim porque para a classe média que se utiliza da saúde e do ensino particular, o mínimo que espera do Estado é poder andar nas ruas tranquila, sem ter a sensação de assalto a qualquer instante. E o bandido sabe que pode agir livremente porque não existe policiamento em nenhum lugar. Urge segurança ostensiva, policiais nas ruas bem treinados, preparados, armados e com bons salários..
Juliana

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Mexam-se, prefeitos!




Não é de hoje que eu falo sobre segurança pública e tenho a convicção de que não é mais admissível candidatos a prefeitos ignorarem esse tema como se o mesmo fosse responsabilidade única e exclusiva do governo do estado.
Ora, cabe  aos prefeitos buscarem, junto ao governador, condições para promover segurança aos munícipes, que estão acuados e cansados do avanço da criminalidade. Estamos assistindo a uma guerrilha urbana, onde somente um lado avança: o dos criminosos!
É cada vez mais assustador o aumento de assaltos, assassinatos e do narcotráfico. E não é preciso ser “expert” em política para saber que esses descalabros deveriam ser urgentemente combatidos com prioridade.
A segurança é uma área vital dos municípios, pois, a partir dela é que os médicos podem atender pacientes nos postos de saúde, os professores e alunos conseguem chegar nas escolas e o comércio de rua, que impulsiona a economia, pode funcionar.
Movida por esta convicção é que eu decidi que meu apoio e voto, desta vez, serão dados para o candidato que apresentar um plano de governo que priorize a segurança pública.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Retornando!



Gente, a semana que passou foi de descanso para mim, que me dei uns dias na bela Maceió, mas os meus queridos amigos leitores mantem permanente contato, mandando seus comentários, e, assim, na volta, é que vi as inúmeras mensagens sobre as minhas postagens diversas, incluindo ainda a do Dia das Mães! Então, com muito carinho agradeço e posto aqui:





Olá, visitei teu blog, está lindo! 
Dorotéo Fagundes



Olá! Como vai? Antecipo em lhe dizer que tenho admiração pelo seu trabalho, sua postura.
Abraços. Eliana Eli Marques Almeida


Eu sou fã de seus lindos comentários no seu programa e eterna fã de seu pai. Abraços guerreira! Rosana Machado Araujo



Oi Mônica, que honra ter o meu comentário postado em teu blog,te admiro muito amiga!!bj. Sônia Paiva 



Que lugar lindo! Espero que tenham aproveitado bastante. Meu seminário foi muito bom no Rio. 
Leonor Schwartsmann



Boa viagem Mônica e não esqueça de manter contato about a longa caminhada futura rsrsrsr.
Regina Motta


Ai que inveja lindinha, eu vou amanhã também viajar, mas vou para Petrópolis no “Festival de Malhas”, um café colonial e um vinho maravilhoso.Volta bem bronzeada, vou mandar e-mail pra Magda falando da sua volta, comentar da sua beleza depois da suas férias. Abraços e  aproveita.Beijosssssssssssssssss. Rosana Machado Araujo



Aproveita e descansa bastante!!! Boa viagem,bjs. Sônia Paiva



Lindas fotos Mônica! Bj. Sônia Pacheco Sirotsky



Boas férias aproveita amada bjos". Clara Dallegrave


Aproveita muiiiito !!!
Bjs.Solange Potthoff



Boa viagem, aproveite! Rose Guazzelli



Boa viagem,queridíssima,aproveita bastante.Vera Lia Fortini Cavalheiro



Uma ótima viagem!
Lisiane Barbosa Carvalho


Aproveita bem, querida! Na volta, a jornada é árdua...mas vale a pena! Bjão e boa viagem!
Anna Cristina Pereira Rosa



Que maravilha, aproveita !!!
Iêda Morganti Bertaso 



Linda a tua família.São muito parecidos contigo. Maria Luisa  Aguiar de Gravataí




Que bonito Mônica Leal! Todos muito lindos!!! Bjs Roberta Venzon Borges




Lindos...e melhor multiplicados!
Vavá D' Arriaga





Oi Mônica queridona! Que foto linda. Se tu não contar para ninguém que são teus filhos, todos vão pensar que são quatro irmãos lindos. A foto está linda e tu continuas com a mesma cara de guriazinha. Bjos e feliz Dia das Mães atrasado.  André Volkart Vaccari




Mônica! Que família linda!!!! Como você, seu pai, seu marido!!!! Beijos em todos... Acho que você é a vice!!!! Leudo Costa




Lindos!!! De cinema, hein??? Felicidades!!! Renato Rosa





Lindos! Maria Elizabeth Helm



Parabéns! Essa é a imagem da força da Mulher gaúcha!!! Rafão Oliveira



quarta-feira, 23 de maio de 2012

Com Maceió na memória



No refúgio de uma Maceió que esbanja belezas naturais,meus dias foram de muito descanso e de belíssimos passeios.
Fiz longas caminhadas pelo calçadão, que tem como paisagem o mar e os coqueirais.
Entre meus programas preferidos depois das caminhadas que fazia   diariamente, do bairro Jatiúca a Ponta Verde, estava a paradinha no bar Lopana para tomar água de coco bem geladinha.
Um detalhe interessante é que todos os dias, funcionários da prefeitura recolhem cocos das árvores, trabalhando na prevenção e evitando que possam cair na cabeça de alguém.
Numa mesa no deck de madeira escura que parecia casco de navio, eu gastei boas horas contemplando o mar infinito.Eu gosto muito do mar, ao mesmo tempo que posso dizer que tenho medo dele ou uma espécie de consciência de que é completamente maravilhoso, porém muito perigoso, porque ora está calmo, ora está revolto em ondas...mudanças bruscas que só a mãe natureza pode promover.
Coisa boa dar um mergulho num mar azul com temperatura amena, molhar os cabelos e tomar um sol.
Andei de bicicleta na super ciclovia da capital de Alagoas.
Vi muita gente andando de skate e patins, compartilhando do mesmo espaço com ciclistas na mais perfeita sintonia.Também, muitas pessoas praticando esportes: futebol e vôlei na areia das praias.
Um fato curioso é que em Maceió anoitece às 17h30min e amanhece às 5h.Outra coisa boa é que os motoristas não costumam usar buzina, pelo menos não escutei uma no tempo em que fiquei na cidade.Eles são educadíssimos no trânsito e prestativos ao máximo com os turistas.
Fui a restaurantes de gastronomia diversas, sempre com atendimento impecável e decoração aconchegante.
O Alexandre que é um exímio cozinheiro, se realizou escolhendo os melhores restaurantes com cardápios interessantes e diferentes pra nós.
Também conheci pessoas muito legais e me dei a liberdade de vibrar com suas histórias de vida, como os pescadores do Mercado do Peixe.
Na maioria das vezes em que eu chegava na praia depois da minha caminhada, encontrava o Alexandre conversando com outros turistas que estavam no nosso hotel.Por consequência natural desse convívio que ele promoveu, fizemos amizade com um casal de argentinos que mora na Patagônia e fomos convidados para ir a Bariloche onde eles tem casa.Também ficou amigo de um delegado da Policia Civil, paulista de origem judaica, que foi dez vezes para Israel, então, o papo fluiu com naturalidade e ele foi até presenteado com um boné com a bandeira de Israel aplicada.
Estivemos na Praia do Francês ( que fica no município vizinho Marechal Deodoro),com suas piscinas naturais rodeadas de lindos corais, que é considerado pelas revistas especializadas em turismo como uma das praias mais belas do Brasil.
Nossa, que presente é essa diversidade cultural do nosso país!  


Aeroporto Internacional de Maceió Zumbi dos Palmares

Recepcionistas do restaurante Bodega do Sertão

Pescadores descarregando peixes...

...no mercado...
...que fica no calçadão à beira-mar...
... de fácil acesso para pescadores, clientes e turistas
                              Local limpo e...

.... bonito

Entardecer

Jogo de futebol na areia
Anoitecer
          
                          
Restaurante famoso da capital

Frutos do mar

 
 
Alexandre com Nelson, que lhe presenteou com um boné de Israel

Com Mário, o argentino que mora na Patagônia
   
 
Super ciclovias...
   
...aproveitadas para o lazer e meio de transporte

Nosso hotel de frente para a praia

Uma hóspede aproveitando a piscina 


Eu no mar         

Outro excelente restaurante   
          
Bom vinho e boa comida

Muqueca...

...e bacalhau.Dos deuses!

domingo, 20 de maio de 2012

Levando na bagagem


Como carrego sempre na bagagem meu lado forte de comunicadora e fotógrafa, tirei muitas fotos de Maceió e tenho coisas bem interessantes para contar deste belo local do Nordeste que busquei para descansar e organizar a vida.
Hoje volto para POA com estas paisagens no pensamento, que aproveito para compartilhar com vocês que me acompanham pelo blog.
Prometo, no decorrer da semana, falar sobre meus dias lá!