Projetos

sábado, 31 de março de 2012

Sempre juntas


A foto abaixo foi clicada pela querida Kitty Titton Tostes. Adorei esse presente que ela me enviou e explico o motivo:  conseguiu captar, numa festa cheia de gente, um momento em que eu a Juliana, conversávamos como duas amigas. Ver esta foto me faz refletir que assim tem sido sempre a nossa convivência, que vai além do relacionamento de mãe e filha. Eu tenho imenso orgulho dessa nossa amizade, e sempre tento exteriorizar isso em palavras para as pessoas. Mas aqui, o que fala é a imagem que a Kitty clicou, que mostra que estamos sempre juntas! 
 

 

quinta-feira, 29 de março de 2012

Inversão de valores



Com o final da novela Fina Estampa e do Big Brother, esta semana, espero que, por um tempo, sejamos poupados desses verdadeiros manuais de deseducação que foram esses dois programas.
A maldade impera na tv e vejo cada vez mais confusos os valores dignos que deveriam ser retratados, pois parece que ser pior é o melhor. 
A realidade brasileira já é violenta e a má política nos dá seus exemplos todos os dias. Será que quanto mais convivemos com as coisas podres, mais refletimos sobre o bem? Há espaço para isso ou a dose de maldade é tão grande que só nos contamina, mesmo indiretamente?
A mim, faz mal deixar essas inversões entrarem dentro da minha casa. Evito como puder. 

terça-feira, 27 de março de 2012

Fora da lei



Toda manifestação popular é democrática se respeitado o direito de terceiros. Então, como é que as autoridades públicas constituídas, permitiram, na data de hoje, dia 27 de março, que manifestantes, independente das cores partidárias, tomassem conta da av. Castelo Branco, uma das principais vias de acesso à capital?
Que horror! Onde estavam os guardiões da lei que não garantiram o direito de ir e vir dos cidadãos de bem?
Minha nossa, só me resta concluir que as pessoas perderam o juízo. Ora, movimentos e manifestações devem ser feitas em locais que não prejudiquem os outros. Querem fazer protestos ou revindicar alguma coisa, vão para um parque.
A culpa desta baderna é das autoridades, que não desobstruíram a via pública, que foi ocupada de forma ilegal por arruaceiros.
E não precisa ser muito inteligente para compreender, basta lembrar daquela regrinha básica de convivência: a liberdade  de uma  pessoa termina onde começa a da outra.


Linda Cerimônia

No sábado, fui ao casamento do filho de um grande amigo, Irineu Boff.Os noivos, Marcos e Hanna, estavam lindos.A festa foi maravilhosa a começar pelo horário da cerimônia religiosa, que achei sensacional, 17h.
O cenário do evento era paradisíaco, pois, como foi nos jardins da residência do Irineu, os noivos tiveram o pôr do sol como pano de fundo. Havia um trilho formado por flores brancas indo até o altar, cadeiras igualmente brancas dos dois lados para os convidados, um palco para a orquestra, que tocou músicas super bem selecionadas.
O pastor evangélico que proferiu a cerimônia foi muito feliz nas suas palavras. Foi de emocionar e vi muitas pessoas com lágrimas nos olhos.
A decoração ao ar livre, que foi feita com belos toldos, estava de cinema. Betina Becker e sua equipe foram as responsáveis por tamanha magnitude. O delicioso menu foi criado pelos chefs, Marco Behar e Lúcio Moraes. Haviam ilhas por todos os cantos dos salões, facilitando o acesso dos 650 convidados. Perto da piscina, mesas com doces  e chocolates de todos os tipos e um outro espaço com mil e um sabores de bebidas. O serviço foi impecável. Desde os manobristas, recepcionistas, seguranças e garçons, tudo perfeito.  
Ficamos numa mesa muito animada e bem localizada, então, além de conversar com as pessoas que faziam parte dela, eu também falei com muitos amigos que vieram até ali. Foi bom demais encontrá-los. 
Voltei para casa com uma sensação agradável colhida naquele ambiente de alegria e amizade.  
Parabéns Irineu, por mais essa realização pessoal.


Os noivos Marcos e Hanna

 Jacqueline Merlin, mãe do noivo 

Irineu Boff, pai do noivo
Olga Velho, esposa do Irineu
Juliana e eu
Alexandre e eu

Juliana e James

Graça Martins e Martha Leal

Cristie e Greice Merlin Boff, irmãs do noivo








Em tempo:  fotos do site Deu O Chic

domingo, 25 de março de 2012

Destaque esportivo


Estive na cerimônia oficial de abertura da Copa Gerdau de Tênis, realizada na Associação Leopoldina Juvenil.
Todos os anos eu vou, acho que nunca faltei a nenhuma, mas sempre me surpreendo com a sua beleza e com a competente organização da Pro Tênis Promoções Esportivas, sob o comando do Ennio Moreira.
O evento contou com a presença de lideranças do mundo esportivo, empresarial e político.Tenistas consagrados como Fernando Meligeni e Marcos Hocevar e também o equatoriano Colon Nunez, representando todos os técnicos.
O ponto alto da noite foi quando cerca de 50 tenistas desfilaram, cada um em nome de um país participante da 29ª Copa Gerdau de Tênis, representando os mais de mil atletas da mais importante competição internacional do tênis infanto-juvenil da América Latina.
Os pronunciamentos das autoridades foram no tempo e na medida certa: Richard Chagas Gerdau Johannpeter, Diretor de Investimentos da Gerdau, falou que a empresa continua comprometida em sempre revelar talentos.
O diretor do torneio e da ProTenis Promoções Esportivas, Ennio Moreira, à frente da Copa Gerdau desde a sua primeira edição, em 1983, ressaltou a abrangência do evento, que ultrapassa as fronteiras do esporte, porque movimenta importante parcela da economia de Porto Alegre, especialmente o setor de prestação de serviços, sendo também um presente para a nossa cidade que está comemorando 240 anos. 
O presidente da Federação Gaúcha de Tênis, Roberto Petersen Mello, chamou a atenção para o legado que um evento como a Copa Gerdau deixa para os jovens, um torneio que serve de referência, não somente técnica, mas de atitude.
O secretário estadual do Esporte e do Lazer, Kalil Sehbe, falou sobre a regulamentação da lei estadual de incentivo ao esporte, que deverá ocorrer até abril e comentou que a nova legislação irá modificar o cenário esportivo no Estado. 
O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, destacou o fato da capital  estar no calendário de importantes eventos esportivos, como a Copa Gerdau e a Copa do Mundo de Futebol em 2014. Fortunati parabenizou a Gerdau e a ProTenis pela iniciativa de idealizar o torneio que se tornou referência.Registrou que a ideia  foi ousada há 29 anos  e além das fronteiras de Porto Alegre.
A cerimônia se encerrou com fogos de artifício que coloriram a noite estrelada. O evento seguiu por toda esta semana que passou e, o melhor, com entrada gratuita.




Abertura da 29ª Copa Gerdau de Tênis 
Show de fogos de artifício

Meilgenie e Ennio Moreira

Laura Bier Moreira e eu



Imagens do fotógrafo Marcelo Ruschel

sábado, 24 de março de 2012

Para Ana Amélia Lemos



Hoje, o meu blog presta uma homenagem a Ana Amélia Lemos pelo seu aniversário, que foi ontem, dia 23 de março. Queria ter feito isso na data, quando cumprimentei-a, mas não consegui, pois passei o dia na rua e longe do computador.
Sou adepta a filosofia de que na vida nada acontece por acaso, tudo tem uma razão de ser e tudo tem seu tempo. Nesse caso, ter tempo era fundamental para eu falar um pouco dessa mulher pela qual tenho uma admiração muito grande.
Conheci pessoalmente a jornalista Ana Amélia através do meu pai, que é seu amigo e também era de seu falecido marido, o ex-senador Otávio Cardoso. Mas, antes disso, quando eu era estudante de jornalismo da PUC, escutava todos os seus comentários no rádio. Anos mais tarde, representando o Movimento das Mulheres do PP/RS, fui procurar a Ana Amélia para convidá-la a ser nossa candidata ao Senado Federal. Era uma manhã de inverno e o encontro foi com um delicioso café colonial. Ela me disse que sentia-se honrada pelo convite, mas por compromissos profissionais não poderia aceitar. Saí de lá triste pela recusa, pois a Ana era meu sonho de candidata ao senado. No entanto, fiquei ainda mais encantada com sua postura de lealdade para com a empresa que trabalhava. 
Meses depois, eu fui convocada a ocupar essa vaga pelo Partido Progressista e, em três meses, corri o estado garimpando votos ao lado do nosso candidato ao governo, Francisco Turra.  Foi uma experiência maravilhosa que jamais esquecerei. Eu costumava dizer que  era "três em um", porque assessorava o Turra, substituía o candidato a vice, que era o Antônio Dib, que por suas dificuldades físicas não tinha condições de viajar, e cumpria meu papel de candidata ao senado federal.
Depois, quando eu fui secretária de Estado do governo Yeda e participei ativamente de todas as Expointer, a Ana Amélia participou como jornalista e nos encontrávamos para conversar no espaço da RBS. Ali nasceu nossa amizade, que se fortificou na nossa caminhada como candidatas na campanha de 2010, eu a deputada estadual e ela ao senado federal. Fizemos esse caminho juntas e sabemos o quanto ele teve momentos difíceis.
Então, aqui fica minha homenagem de coração a Senadora Ana Amélia Lemos, uma política séria, competente, responsável, cumpridora dos seus deveres para com o Brasil e merecidamente credora da confiança do povo.




quinta-feira, 22 de março de 2012

Recordar é viver


Essa semana fui com meu filho Marcelo, fazer uma visita ao Colégio Farroupilha, local onde ele estudou da primeira série até o segundo grau.
Foi um passeio muito bonito que fizemos pelas dependências da escola, relembrando velhos tempos.
Quando chegamos no pátio, que na época já tinha uma área esportiva muito boa, mas que agora está melhor ainda, eu me lembrei das inúmeras competições, olimpíadas, festas de São João e quermesses que meus filhos participaram. Era uma alegria acompanhá-los de perto no cumprimento daquela etapa e me desdobrava em mil e uma Mônicas para isso, pois trabalhava como empresária de moda e muitas vezes tinha que viajar. Mas o compromisso com eles era sagrado e eu estava sempre nas arquibancadas, na torcida.
Ah! O bar do colégio era o ponto alto, pois, ali, alunos e pais confraternizavam lanchando o melhor prensado do mundo.

O bar até hoje é administrado pelos irmãos Nilo, Zé e Mário Zanona, que sabem o nome de cada um dos estudantes.
Logo na chegada, quando eles nos viram foi uma festa danada e relembramos o passado, rindo bastante das travessuras da turma do Marcelo.
No colégio Farroupilha a disciplina era um fator fortíssimo, aliás, um dos motivos pelo qual coloquei meus filhos lá, além, é claro, do alto nível do ensino.
O mais legal de tudo é o carinho que eles tem pelos antigos alunos e vice-versa. Esse sentimento é tão real que até hoje meus filhos adoram voltar no colégio para matar as saudades.
 

Mário, Marcelo, eu, Zé e Nilo
Nilo e Marcelo
Família Zanona com meu filho Marcelo
Nilo, Zé e Marcelo

quarta-feira, 21 de março de 2012

Pampa News

Magda Beatriz, Carlos Appel, eu  e Rigotto

Jarbas Lima, Suzana Englert, Jayme Keunecke e Magda Beatriz
 
 Foto do programa de tevê Pampa News, onde eu participo como comentarista três vezes por semana, nas segundas, terças e quartas-feiras.

terça-feira, 20 de março de 2012

Repúdio


Não sei o que pensar e nem o que dizer sobre essa desgraça ocorrida em frente a uma escola judaica em Toulouse, no Sul da França. 
Não consigo entender como pessoas inocentes e indefesas sofrem esse tipo de barbárie. Só encontro duas palavras para exteriorizar o que sinto: tristeza e inconformidade.
O abominável assassinato de três crianças e um adulto, me faz questionar a vida. Me faz temer pelo futuro da humanidade.
De acordo com as autoridades francesas, o atirador assassino é o mesmo que matou soldados da região na semana passada, tudo levando a crer que foi um ato de racismo. 
Todo e qualquer ato de terrorismo merece nosso repúdio. O antissemitismo é deplorável e deve ser banido por todos.  

segunda-feira, 19 de março de 2012

Brasileiros invadem os EUA

Com o preço das roupas e sapatos nas alturas por aqui, os brasileiros estão viajando como nunca à terra do Mickey Mouse.
Também pudera, em vez de pagar R$ 350,00, em média, por uma camisa de marca, compra-se por R$75,00 o mesmo produto na terra do tio Sam.
Uma diária em hotel quatro estrelas da Serra, não custa menos que R$350,00.Em Miami ou Orlando, só para citar como exemplo, as diárias ficam em torno dos cem dólares, ou seja, a metade do valor.
Um apartamento de um dormitório, frente ao mar em Miami, pode ser adquirido por R$170.000,00.
Será que o americano tem menor poder aquisitivo que o brasileiro? Não é isto que ocorre.Existe sim um desmantelamento da indústria nacional, à medida em que a carga tributária é exagerada, somando-se a permissão da entrada de mercadorias da China a preço de banana.
O governo tem que ter mais atenção com  às industrias nacionais.Prova disso é o fechamento de muitas delas no Vale dos Sinos.

domingo, 18 de março de 2012

Minha pequena aprendiz


Esses dias eu postei o texto "Elas estão crescendo", onde falava da minha dupla querida e dinâmica: Martina e Marcela.
Contei um pouquinho das peripécias de cada uma e que a grande novidade deste mês foi a aula de fotografia que dei para a Martina. Ensinei-a a fotografar e a pequena se saiu super bem. Eu havia prometido postar uma foto que ela tirou de mim e aqui está: 




Crédito da foto: Martina Markusons Marchiori


Registros do temporal em Porto Alegre

Bom dia Mônica, estou lhe enviando as fotos do alagamento como combinado, bom programa de tv.
Forte abraço, bjs.


          Delmar Fonseca
Assessor Parlamenta PMDB-RS




Crédito das fotos: Delmar Fonseca


Em tempo: esta foto eu que tirei

sábado, 17 de março de 2012

Passando a limpo


Essa semana, corri para compatibilizar família, comunicação e política.
Minha filha Juliana, por conta de estar fazendo uma pós-graduação em Direito Tributário  (LFG)  e Gestão e Administração Pública  (FGV), precisou do meu apoio logístico, pois está com a Martina em plena adaptação, pela primeira vez no colégio, então, ela, o marido e eu dividimos essa tarefa de maneira que cada um ficou com dois dias no levar e buscar a pequena. Assim, os três conseguiram trabalhar e o que é muito importante, deixamos a Martina segura e feliz.
Também, meu pai andou me requisitando bastante para resolver questões bancárias. Tudo isso somado a uma reforma que estou fazendo na minha casa, meu trabalho na área da comunicação e reuniões políticas, visto que é um ano eleitoral e os partidos estão a mil nas articulações políticas para fechar as coligações.
Confesso a vocês que coloquei à prova minha resistência física e mental, pois cada uma das pessoas me requisitava para um lado e, claro, para compromissos completamente diferentes, o que me fez correr para dar conta de tudo.
O incrível mesmo foi na quarta-feira do temporal. Passei horas sem fim dentro do carro para chegar nos lugares, que eram distantes. Vi uma Porto Alegre debaixo d'água e fiquei assustada com o cenário. Tirei algumas fotos do temporal e também recebi outras muito boas de um amigo, que mostram bem do que falo.  
Lembrando dos dias dessa semana, não há como deixar de registrar alguns dos argumentos que escutei nas vezes em que cogitei não ir a um lugar ou outro: "mas precisamos de ti", ou, " é fundamental a tua presença".
Ainda bem que deu tudo certo. Cumprir tarefa é comigo mesma!
Na sexta-feira, o dia foi bem mais calmo. Pela manhã, estive no centro da cidade para uma reunião e almocei por lá mesmo, depois, fui para casa, coloquei roupa de ginástica e tênis e fiz uma grande caminhada até o Parcão, escutando músicas italianas, que são as minhas preferidas.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Aprovado projeto que exige aplicação de recursos em eficiência energética


Os recursos destinados por empresas permissionárias e concessionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica a programas de eficiência energética devem ser aplicados de forma prioritária em iniciativas da indústria nacional. Projeto de lei com esse objetivo foi aprovado na manhã desta quinta-feira (15) pela Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI). A matéria recebeu decisão terminativa da comissão.
De autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), a proposta altera a lei que trata dos investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e em eficiência energética por parte das empresas concessionárias, permissionárias e autorizadas do setor de energia elétrica (lei 9.991/2000).
O projeto de Lei do Senado (PLS 430/2011), segundo explicou Ana Amélia, visa garantir que os projetos de iniciativa da indústria nacional recebam prioridade na concessão de financiamentos. Assim, observou a autora, haverá incentivo à indústria nacional, o que contribuirá para a criação de empregos, geração de renda e incorporação de tecnologias.
Pela lei vigente, esses recursos são recolhidos de empresas concessionárias do setor de energia elétrica para investimentos em P&D e em eficiência energética. No entanto, ressaltou Ana Amélia, apesar de determinar a destinação dos recursos para pesquisa e desenvolvimento exclusivamente a instituições nacionais, a lei não menciona a necessidade de aplicação, em empresas nacionais, no que se refere à eficiência energética.
  -Com isso, o poder público, acertadamente, estimula as entidades nacionais voltadas para a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico, mas desperdiça importante oportunidade de, dentro dos limites do possível, estimular igualmente a indústria brasileira - disse Ana Amélia.

Em seu parecer pela aprovação da matéria, o relator, senador Francisco Dornelles (PP-RJ), observou que a proposta não incentiva a abertura comercial, mas estimula a indústria nacional no que se refere à inovação tecnológica.


 




Renan Arais Lopes -Jornalista
DRT 13.591

quarta-feira, 14 de março de 2012

Comentário de Tiago Gouvêa sobre a postagem " Ana Amélia critica corte de verba para ciência e tecnologia"


É realmente desaminador ver esta redução nos investimentos em tecnologia Mônica.
Escrevi até um post sobre isso, intitulado "Inovação tecnológica no Brasil ? Você nunca será um Zuckerberg? ". Lhe convido para leitura e comentários em http://www.tiagogouvea.com.br/posts_profissionais/inovacao-tecnologica-no-brasil-voce-nunca-sera-um-zuckerberg.
Continue postando e compartilhando seus conhecimentos e experiências conosco!
Abraços
Tiago Gouvêa

segunda-feira, 12 de março de 2012

Lado a lado



Comecei muito bem minha semana. Hoje, almoçei com o vereador João Dib, líder da bancada progressista na Câmara Municipal e do governo Fortunati.
Tenho um carinho muito grande pelo Dib, que foi meu mestre quando entrei de fato para o mundo da política como vereadora, no ano de 2004.
Sentávamos lado a lado no plenário e enfrentamos boas lutas juntos.
Agora, ele decidiu não mais concorrer a vereador, disse que precisa aproveitar a vida, depois de tantos mandatos. Eu entendo, mas imagino que, assim como eu, muitos gostariam de continuar acompanhando seu trabalho de pura dedicação e compromisso com os portoalegrenses.


sábado, 10 de março de 2012

Bom papo




Sexta-feira a tardinha, eu fui ao shopping Praia de Belas. Tinha uma reunião de trabalho numa cafeteria e enquanto esperava as pessoas chegarem, fiquei distraída, olhando ao redor, quando uma simpática senhora aproximou-se de mim e perguntou: "Tu és a Mônica Leal, né"?
Assim que confirmei meu nome, ela virou para o balcão da cafeteria onde haviam três funcionárias que observavam tudo atentamente e falou:
" Eu não disse? Sabia que era ela"! 
Descobri, então, que eu estava diante de uma atriz que vai participar da próxima novela da Record. Inicia dia 10 de abril ás 22h e chama-se "Máscaras".  Ela contou que havia recém chegado do Rio de Janeiro, onde costuma ir para fazer papel de figurante.
Foi uma conversa maravilhosa! 
Conheci um universo completamente novo para mim e os assuntos fluíram como se nos conhecêssemos há muito tempo -  aliás, ela sabia tudo da minha vida, porque acompanha meu trabalho político.
Começaram a chegar as pessoas para a reunião e me despedi da minha mais nova amiga, a atriz gaúcha Sônia Maria da Silva Couto, que faz sucesso na cidade maravilhosa.
São os nossos talentos que são sempre convocados para abrilhantar a tela da Record.


Com Sônia Maria da Silva Couto

Compartilhando palavras e sentimentos de Lisandra Sauer - Pelotas

 

Tenho recebido muitas manifestações sobre o meu blog.
As pessoas estão gostando das postagens, que bom!
Fico muuuito feliz com isso, pois escrevo exatamente aquilo que penso, sinto e faço.
Essas mensagens chegam por torpedos, por e-mails, e eu, com a maior satisfação, me apresso em respondê-las. Queria muito postar todas, porque assim estaria compartilhando as palavras e sentimentos dos meus leitores, mas sei que isso é impossível, então escolhi uma que de maneira especial tocou  o meu coração.
A todos a minha eterna gratidão pelo carinho.


**********************************************************************************


Olá Mônica!

Faz tempo que não te escrevo. Sei que és muito ocupada, mas novamente não resisti de te dizer como eu gosto quando colocas novidades sobre a tua família. Gosto dos assuntos que tratas como um todo, mas gosto especialmente de ver a convivência e a aproximidade que tens com as netas. Elas parecem bem carinhosas umas com as outras. Parece que o ciúme da Martina com relação a "avó ser somente dela" desapareceu. Pareceu que a Martina não utiliza mais fraldas e isso mesmo?
É incrível como elas se desenvolveram. Eu tenho uma filha de 1 ano e 10 meses que adora ver as fotos das duas.

Não quero ser ousada, mas tenho uma sugestão para te dar: que tal fazermos um vídeo de ti com a tua família e colocar no youtube. Coloca o link no blog pra gente ver.

Um abraço
Lisandra Sauer
Pelotas

sexta-feira, 9 de março de 2012

Antes tarde do que nunca



Esses dias, eu escutei na imprensa que a presidente Dilma Rousseff está preocupada com as altas taxas de juros cobradas pelos bancos. Que, em reuniões com a equipe econômica, ela tem dito que não vê justificativa para que o custo dos empréstimos ainda se mantenha tão elevado no Brasil, especialmente num momento em que o Banco Central está reduzindo a Taxa Selic. E mais: que ela já encomendou aos técnicos, um estudo sobre a composição do spread (diferença entre o que o banco paga para captar dinheiro e o quanto ele cobra para emprestar) e o que pode ser feito para que seja reduzido. Saúdo essa atitude, apesar de considerá-la extremamente atrasada.
Ora, não é de hoje que eu falo na questão dos juros abusivos dos cartões de crédito e dos bancos. O que a presidente quer agora é o que a sociedade brasileira clama. Não é admissível que as administradoras de cartões de crédito e bancos cobrem  taxas de juros acima de 200% ao ano e ninguém faça nada!   
Não faz muito que saiu uma notícia que o banco Itaú teve importante índice de lucratividade já nesse começo de ano.Também pudera. Assim até eu fico rica. Tenho muita pena do povo e dos empresários que rezam a cartilha dos poderosos. 
Mas, antes tarde do que nunca.  

quarta-feira, 7 de março de 2012

Uma campeã de votos


Estive no gabinete da deputada estadual, campeã de votos no Rio Grande do Sul, minha amiga querida, Silvana Covatti.
Conversamos muito sobre tudo, especialmente questões relacionadas a atuação da mulher na política.
A reunião foi super produtiva e saí de lá com a sensação de missão cumprida, pois a Silvana faz um trabalho maravilhoso


segunda-feira, 5 de março de 2012

Ana Amélia critica corte de verba para ciência e tecnologia

        
                        

A senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou o governo federal por incluir, no corte de Orçamento anunciado em fevereiro, recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Segundo a senadora, que discurso nesta segunda-feira (5), em Plenário, não adianta a presidente Dilma Rousseff ir a eventos internacionais como a Cebit – feira de tecnologia digital de cuja abertura a presidente participa, na Alemanha –, se dentro do país o governo dá “um passo atrás” com os cortes.
- O corte de verbas chega a 22% do orçamento do ministério, o que representa 1,5 bilhão a menos para novos incentivos a projetos de alta tecnologia – criticou.
A senadora lembrou o chamado “apagão de mão de obra” causado pela falta de profissionais em determinadas áreas, especialmente de nível superior. A falta de especialistas tem gerado a necessidade de contratação de estrangeiros para suprir a demanda. Para Ana Amélia, a concorrência internacional acirrada gera a necessidade de investimentos para garantir a competitividade brasileira.
- A inovação tecnológica e a educação são aspectos prioritários para países que pretendem atingir o topo da economia do mundo e permanecer nessa posição.


Crédito da foto: Waldemir Barreto
Texto: Renan Arais Lopes                                              
Jornalista
DRT 13.591

domingo, 4 de março de 2012

Elas estão crescendo...


Minha dupla querida está cada vez mais dinâmica. Elas crescem como fermento!
A Marcela tem um ano e meio. Anda por tudo, quer explorar o mundo em volta e já fala sem parar.
A Martina tem dois anos e meio. Diz e faz coisas que me surpreendem a todo momento. Ela tem um raciocínio rápido demais e uma memória fantástica.
As duas participam ativamente dos compromissos da família e adoram estar juntas e isso por si só já é uma grande festa. Vem daí que nas minhas horas de folga eu me dedico a proporcionar programas para reuní-las. Longos passeios nos parques da cidade para andar de balanço, subir nas árvores, brincar na areia e fazer piquenique. Ir às boas livrarias para que elas tenham contato com livros desde agora, fazem parte do nosso roteiro. Quando está muito quente, ficamos na piscina e depois fazemos um lanche gostoso nas minhas cafeterias preferidas ou no Paraíso dos Milk Shakes, que é uma delicia.
Ah! E tem as grandes brincadeiras, como montar uma cabana no meio da sala ou fazer teatro atrás do sofá. Sessão de cinema aqui em casa faz um sucesso danado, pois sou expert em garimpar dvds de clássicos da história infantil. Elas curtem muito essa programação!
Mas, a novidade deste mês foi a aula de fotografia que dei para a Martina. Ensinei-a a fotografar e não é que a guria se saiu super bem? É que eu sempre gostei de fotografar. Talvez por ser jornalista, clico aquilo que acho interessante, o que meus olhos vêem, o que pode render uma boa matéria, então, a Martina, como minha fiel parceira e boa observadora, começou a demonstrar interesse por esta área da comunicação. Depois, eu vou postar uma foto que ela tirou de mim, que ficou muito boa, para vocês verem como tenho razão.  
Se eu tivesse que resumir essa fase da minha vida, eu diria que é uma dádiva de Deus, que é generoso e me deu saúde e disponibilidade para acompanhar o crescimento das minhas meninas. E é por conta desse crescimento rápido que hoje eu me peguei pensando no tempo, esse algo mágico e poderoso que voa das nossas mãos sem que a gente se dê conta, e no quanto a natureza é  sábia em promover a convivência das gerações.
Por fim, eu queria contar um segredo: fico comovida de ver o cuidado que a Martina tem com a Marcela. Suas atitudes demonstram claramente que ela sabe que é a mais velha e que tem responsabilidade pela pequena, assim como a declarada admiração da Marcela pela Martina, sempre completamente extasiada com a prima e sua fiel seguidora nas brincadeiras.

   

 Marcela e Martina brincando na piscina  
Marcela fez sucesso na cafeteria
Martina ensinando a Marcela
Martina e eu brincando com o palhaço Patati e a Minnie
Marcela feliz da vida na janela da casinha de boneca
Martina contando histórias para Marcela 
 A Princesa e a Branca de Neve no Paraíso dos Milk Shakes


Na praça: Marcela jogou bola 

 Martina subiu numa árvore ...

correu na grama...
andou de balanço...
descobriu um ninho de passarinhos...
e lanchou no nosso piquenique