Projetos

terça-feira, 20 de maio de 2014

Convicções e princípios


No dia 15 de maio, postei aqui no Blog sobre a repercussão da entrega da Moção de Repúdio pela bancada do PP a uma apresentação de música ofensiva exibida em horário impróprio na TVE, a TV Educativa do Estado. (ver http://www.monicaleal-rs.com/2014/05/movida-pelas-minhas-conviccoes-e.html)
No dia 16, o Jornal do Comércio veiculou uma matéria que continha uma entrevista comigo e declarações do Presidente da TVE Pedro Osório, onde disse que a moção foi oportunista e visou atingir o governo Tarso Genro.
Essa matéria também dava conta de que dois funcionários de Cargos em Comissão da área de Marketing e Redes Sociais da TVE foram demitidos por disponibilizarem o vídeo na Internet com a tal apresentação.
Quanto a isso, a direção afirmou que os funcionários cometeram um equívoco ao publicar o vídeo online, visto que o formato na rede não permite controle ou classificação indicativa que impeça o acesso de crianças, por exemplo, o que confirma que o conteúdo era inapropriado.
No dia 19, segunda-feira, recebi uma ligação da diretora de programação da TVE, muito educada, em nome do presidente, que estava impossibilitado de falar comigo devido a uma agenda médica, solicitando a retirada da Moção.
Explicou que foi um incidente o fato do vídeo da apresentação ter vazado para a internet, mas que a direção já havia tomado providências exonerando os dois responsáveis. Também reforçou que a reapresentação do conteúdo na TV foi feita em horário que respeitou a classificação indicativa federal, de madrugada.
O que eu constato com isso, é que a preocupação da TVE em se justificar ficou somente na esfera do erro dos funcionários e nunca no erro de uma televisão educativa permitir uma apresentação daquele nível.  
Em seguida, o presidente da Câmara de Vereadores, Professor Garcia, me comunicou que o presidente Pedro Osório havia telefonado diretamente para ele, para que me pedisse para retirar a moção.
Ora, a moção não é minha, é da bancada do meu partido, que, reunida, em total sintonia de convicções e princípios, da mesma forma que concordou em protocolar o documento, decidiu mantê-la.




Nenhum comentário:

Postar um comentário