Projetos

terça-feira, 10 de junho de 2014

Violência em toda a cidade

Tiroteio no início desta manhã a cem metros do Colégio Província de São Pedro, no bairro Boa Vista. Dois homens tentaram assaltar uma mãe que deixava os filhos de carro.
Abaixo, relato de uma testemunha postado nas redes sociais:





A insegurança é latente. 
Pagamos impostos. Por que não vemos policiamento ostensivo nas ruas?
A cada dia que passa, mais pessoas comentam ter sido vítimas de assalto.
Algo está errado. A sociedade está doente. A autoridade está em crise.
Fico me perguntando se a segurança pública é realmente um serviço prioritário ao cidadão na visão dos governantes. 
Pela redução de alguns centavos nas passagens de ônibus, milhares de pessoas foram às ruas protestar. Por que não o fazem em relação à segurança?
Aonde vamos parar?
Chegamos ao fundo do poço! 

 - Atualizado em 10/06/2014 11h33

Policial troca tiros com bandidos perto de escola da Capital

Brigadiano reagiu a tentativa de assalto contra mãe de alunos




Local onde houve a troca de tiros
Foto: Emanuel Soares / Rádio GaúchaUm tiroteio entre bandidos e Brigada Militar a 100 metros da escola Província de São Pedro, zona norte de Porto Alegre, assustou pais e alunos nesta terça-feira (10). Os criminosos tentaram roubar o carro de uma mulher que chegava ao local para deixar seus dois filhos na aula. Ao avistar a cena, um policial militar que passava pelo local disparou contra os assaltantes. Ninguém ficou ferido.
A Brigada Militar informou que a ação aconteceu às 8h, no momento em que a escola recebia os alunos. Dois homens abordaram a mulher que, nervosa, atirou a chave do carro contra eles. Neste momento, o policial militar que passava pelo local e faz a intervenção. A polícia investiga o paradeiro dos bandidos, já que a placa do carro não foi visualizada por ninguém. 
O Colégio Província de São Pedro informou que prestou assistência à mãe que foi a vítima do assalto e está solicitando que os pais tenham cuidado nas ruas próximas à escola no momento de estacionar para deixar os filhos na instituição.







Nenhum comentário:

Postar um comentário