sexta-feira, 26 de junho de 2020

Pela economia de Porto Alegre

Ao lado dos comerciantes e empreendedores de Porto Alegre, cobrando esclarecimentos da Prefeitura sobre os critérios do último decreto e pela reabertura das atividades. As pessoas dependem do seu trabalho; o emprego representa comida na mesa e teto para morar. Com o primeiro período de quarentena, uma parcela significativa do comércio e dos serviços não conseguiu reabrir e esta segunda parada poderá se tornar irreversível para a maioria. 
As categorias já haviam se organizado e estavam cumprindo  todos os protocolos exigidos e fazendo as adaptações necessárias. Os prejuízos causados afetam a sociedade como um todo. O investimento tem que ser maciço no atendimento da saúde, no combate à covid19, equipando hospitais e criando mais leitos. O aumento de casos estava previsto e não se prepararam. 
O protesto ocorreu com o devido cuidado ao uso obrigatório de máscara e respeito ao distanciamento.









Nenhum comentário:

Postar um comentário