sexta-feira, 19 de junho de 2020

Atitudes concretas, já!

O iminente colapso do sistema de transporte coletivo por ônibus em Porto Alegre devido à diminuição de passageiros ao longo dos últimos anos, ocasionou, desde 2015, um déficit acumulado de 170 milhões, conforme relato da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), e foi agravado nos últimos meses pela pandemia do COVID-19, que reduziu 50% das equipes em operação. Fica nítido e urgente que a Prefeitura de Porto Alegre tome atitudes concretas no sentido de garantir o funcionamento do sistema. O aguardo de ajuda do Governo Federal ou propostas absurdas de criação de pedágio em Porto Alegre, somente consagram o quanto a Prefeitura está desconectada com o mundo real, com ônibus lotados e esperas que chegam a quase 1h45 minutos. Assim, uma possibilidade real e imediata, seria, através da CARRIS, dar fôlego ao sistema, seja honrando com suas obrigações perante o Sistema de Transporte Coletivo, seja assumindo algumas linhas do transporte público em Porto Alegre, já que o mesmo vem diminuindo ao longo dos anos, muito por conta do sucateamento da frota de ônibus.

Leal a Porto Alegre. Leal a você

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário