Projetos

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Perfeito


Desabafo:

- Trabalho como Procuradora, no setor público, há quase 10 anos.
-Não fui indicada por ninguém. Ocupo meu cargo e minha função por esforço próprio, após quase 3 anos de estudos intensos, abdicando de tudo e de todos durante essa intensa luta;
- Minha estabilidade é assegurada para que eu sirva ao povo e não a "governos de ocasião", sejam eles quais forem;
- Foi necessário passar em um disputadissimo concurso público para tal, na época, lembro bem, eram mais de 27 mil inscritos.
-Venho atuando com boa técnica e seguindo os princípios éticos e legais. Cumpro todas as minhas obrigações, muitas vezes trabalho à noite e nos finais de semana nos processos eletrônicos.
- É injusto e covarde ver campanha na mídia desmoralizando os servidores públicos;
- Se o governo está em crise, a culpa não é de quem trabalha para ele;
- Não sonego impostos (ele já vem retido na fonte), e todos os anos faço minha declaração de imposto de renda, ao contrário de muitos empresários (muitos deles parlamentares!) que burlam o sistema além de receberem incentivos fiscais escandalosos;
- A quebra da previdência e finanças públicas é resultado dos modelos de gestão, renúncias fiscais, inadimplência dos grandes devedores (REPITO, INÚMEROS DELES, PARLAMENTARES legislando REFIS em causa própria!), desvio de finalidade, de muita corrupção e PRINCIPALMENTE má administração dos recursos públicos...não se deixe enganar.
A crise econômica e política, a falta de acesso à saúde e demais serviços por parte da população não são culpa do funcionalismo público, e sim de quem legisla e governa esse país.

Essa semana que fiz aniversário de procuradoria, com muito orgulho, resolvi publicar esse desabafo, pois estou cansada de ver a mídia colocar a culpa nos concursados e várias pessoas “caindo nesse papo”, quando todo esse caos é em verdade culpa da má gestão e da roubalheira instalado há muito no Brasil.

Juliana Leal Markusons


Nenhum comentário:

Postar um comentário