Projetos

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Preciosidade

Hoje, eu quero falar dessa joia preciosa que está em extinção: o silêncio. 
O mundo anda mesmo muito barulhento e isso me preocupa. Um bom exemplo disso que cito são os motoristas que buzinam por nada. Ora, a buzina é um recurso do automóvel que só deve ser usado em extrema necessidade ou numa emergência.
Dia desses, eu caminhava pelo meu bairro para  desfrutar da natureza verde, o que  sempre  resulta num programa maravilhoso, mas que durou pouco, por conta da buzina estridente de uma motorista descompensada, que queria chamar alguém em frente ao prédio da mesma. Reparo que as pessoas, estando em espaços públicos ou coletivos, gritam em vez de falar ao telefone celular, o que é por demais desagradável. Música alta demais e em local inapropriado também é algo que fere os ouvidos.
Outra coisa: claro que rir faz bem e contagia o ambiente, e gosto disso, mas daí a gargalhar e falar alto numa mesa de restaurante tem uma grande diferença, porque incomoda os outros em um momento que deveria não ser estressante, como a hora do almoço.
Creio que devemos estar sempre atentos para perceber em que tipo de ambiente estamos e que atitudes são ou não próprias. Eu sei, às vezes é difícil não se empolgar ao receber uma boa notícia ao telefone, não buzinar, quando, de repente, vemos aquela amiga do outro lado da rua, mas, na dúvida, ser discreto não é nada mal.







Nenhum comentário:

Postar um comentário