segunda-feira, 29 de julho de 2019

Parar é difícil, mas necessário



Minha trajetória como presidente da Câmara de Vereadores de POA começou no dia 1º de janeiro de 2019. Nesses quase oito meses, trabalhei muitas vezes em três turnos, ou seja, à noite e também nos finais de semana. Foram dias intensos. As decisões precisam ser tomadas na hora e a execução é em seguida. A responsabilidade é toda da presidente. E, também, as confusões que promoveu o prefeito, até conseguir administrar, consumiram muita energia. Conclusão: só consegui tirar férias na última semana de julho, aproveitando o recesso parlamentar. O tempo voa, não tem monotonia na política da capital e é normal trabalhar sem pensar em parar. Mas, consegui!


  





Nenhum comentário:

Postar um comentário