Projetos

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Hoje é Dia da Bandeira Nacional



Eu, que sou filha de militar, sei do valor deste símbolo. Quando canto o Hino Nacional contemplo a bandeira e coloco a mão no coração.


Sinto-me especialmente honrada em ter essa herança militar. Meu pai, Coronel Pedro Américo Leal, fez do Exército Brasileiro a sua família, sua escola de vida e, por consequência natural, meu sentimento de amor a Pátria é muito forte.


Minha percepção dos símbolos nacionais vem de tempos já distantes, em uma vila de casas comuns, iguais, pintadas de branco, com janelas verdes e quintal de chão batido. Ficava em Rezende, Rio de Janeiro, ainda Estado da Guanabara.


Hoje, falamos muito em condomínios horizontais. Pois aquele era um condomínio simples, sem luxos, mas, para mim, o melhor do mundo: era a Vila Militar, onde passei boa parte da minha infância.


Ali, enquanto crescia, obtive ensinamentos que não se aprendem na escola. Aprendi a admirar o soldado como verdadeiro defensor da Pátria, cidadão da honra, que empunha a bandeira junto com seus ideais.


Conheci uma estrutura alicerçada na solidez de uma sociedade que vive e se emociona em torno de seus símbolos, seus heróis, feitos e vitórias do passado, na guerra e na paz.


Toda a Nação que cultiva seus símbolos, marca profundamente a formação de seus filhos e desperta sentimentos que permanecem para sempre. Comigo foi assim e reconheço isso com clareza.


Neste 19 de novembro, como brasileira, destaco a data e faço esta homenagem a nossa Bandeira Nacional.




Com os vereadores Idenir Cecchin e o presidente Mauro Pinheiro, vereadores 
Bernardino Vendruscolo e Waldir Canal durante a solenidade alusiva ao Dia da Bandeira 


Com representantes da Liga da Defesa Nacional do RS


Bandeira do Brasil foi exposta durante a solenidade 


Em tempo: A solenidade foi com sol e chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário