Projetos

domingo, 29 de novembro de 2015

Caminhadas, natureza e reflexão

Caminhar é um hábito que me faz um grande bem.
Quando preciso ficar comigo mesma as caminhadas são restauradoras.
Costumo fazê-las sempre cedo da manhã, antes de começar a minha rotina, e vario entre três roteiros: andar pelas ruas do meu bairro, Bela Vista, ir do meu edifício até o Parque Germânia ou ao Parcão.
Este último, confesso que é meu preferido.
Aquele cenário verde da natureza me encanta muito. Lá, me aqueço com o sol, que nessa hora é muito agradável e saudável. Dou uma parada, me sento na grama e aprecio o lago com as tartarugas e os peixes. Sem esforço, escuto o canto dos passarinhos, uma doce sinfonia que me faz pensar na vida. Eu conto meus segredos para as árvores, o que me ajuda a analisar, compreender o que se passa a minha volta.
Entre muitas reflexões, ultimamente ando pensando no porquê das pessoas terem essa prática de não se responsabilizarem pelas consequências do que fazem, jogando sempre a culpa nos outros. 
O Parcão é um lugar onde me sinto em casa. Posso dizer que conheço cada pedacinho daquele parque, porque cresci no Moinhos de Vento.
Essas fotos tirei de meu querido roteiro de caminhada escolhido neste domingo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário