Projetos

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Maridos em casa facilitam a ascensão das executivas


Sete das dezoito principais executivas das 500 maiores empresas do mundo, segundo a revista "Fortune" - como Ursula Burns, da Xerox, Indra Nooyi, da PepsiCo, e Angela Braly, da WellPoint -, têm ou tiveram, em algum momento, um marido que ficava em casa. O mesmo acontece com inúmeras mulheres que ocupam altos cargos em empresas menores.
Isso se dá em um momento em que as mulheres ultrapassam os homens no mercado de trabalho. Dados recentes mostram que, nos Estados Unidos, elas ocupam mais da metade dos cargos de direção e 23% das esposas já estão ganhando mais que seus maridos. Essa tendência salarial é mais acentuada entre os jovens. Além disso, o número de homens americanos que cuidam regularmente dos filhos com menos de cinco anos de idade também aumentou para 32% em 2010, em relação aos 19
% de 1988.


Fonte: Jornal Valor  Econômico

Um comentário:

  1. http://www.leonardorosado.blogspot.com/2012/01/do-polibio-braga-monica-leal-concorre.html

    ResponderExcluir