Projetos

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Colocando assuntos e afazeres em dia

Eu sei, eu sei, estou devendo agradecimentos de mensagens, torpedos, ligações e cartões de natal e ano novo que recebi. Foram muitas as manifestações e me deliciei com cada uma delas. Gostaria de comentar sobre todas, mas como isso é impossível, guardei-as no meu arquivo pessoal com muito carinho.
Sobre os e-mails me cobrando fotografias minhas dos últimos acontecimentos, da viagem e da família, vocês estão certíssimos, pois, afinal, eu os acostumei com postagens ilustradas, o que acho que cai sempre bem junto com os textos. Prometo que o blog vai continuar com o mesmo perfil.
Ah, quase esqueço de responder a duas queridas leitoras que pediram textos reflexivos, tipo aquele dos Presentes pensados com o coração". Assim que estiver inspirada volto a escrevê-los.
A verdade é que ando um tanto quanto atrapalhada desde que cheguei de férias. É que não é fácil colocar as coisas em ordem depois de um longo tempo fora. Não sei se priorizo os assuntos pendentes ou os novos. Há pouco mesmo confirmei minha presença no Congresso de Comunicação que vai ocorrer no Rio de Janeiro no final do mês e olha que fiz isso em cima do laço,algo que não é do meu feitio.
Pensei que esse início de ano seria mais tranqüilo, porém, me enganei redondamente.  Só para vocês terem uma ideia ainda não fui a Torres! Estão todos lá: meus pais, meu filho Marcelo e suas duas mulheres: Fernanda e a pequena Marcela, que é o nosso sol. A Juliana e a Martina como estavam em Porto Alegre, eu já matei a saudade. O Felipe, que está de férias na faculdade e no trabalho, passou o ano novo no Rio de Janeiro, chegou ontem e consegui paparicá-lo bastante. A Duda, sua namorada, foi junto, e nós duas já colocamos o papo em dia. Tão bom isso de jogar conversa fora.
Agora um fato engraçadíssimo que me aconteceu ontem. Estava na loja da Vivo na  avenida 24 de Outubro colocando um chip no meu tablet, quando fui no caixa pagar a diferença que era R$12,00 - é que eu tinha um Ipad e o chip era menor, então, tive que trocar por um maior-  o funcionário que estava de cabeça baixa digitando, perguntou o meu nome e quando respondi ele saiu com essa: “Não acredito que a senhora está na minha frente"! Eu, surpresa,  perguntei por que? E ele: “Conheço a senhora, todo mundo conhece...” Eu, claro, fiquei honrada, mas quando vi que as pessoas por perto grudaram os olhos em mim, confesso que fiquei sem jeito. Aí um senhor que estava comprando celular me cumprimentou pela minha atuação política, outra senhora quis saber dos meus planos para esse ano e uma moça que aguardava na fila falou que ela e seus pais eram meus eleitores. Muito legal também que a funcionária que me atendeu foi um amor ao configurar meu tablet. Até meu blog ela acompanha!
Que gente querida! Eles fizeram eu me sentir uma estrela, foi divertido, animador eu diria, e dei boas risadas disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário