Projetos

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Protesto, sim. Vandalismo, não!!!


Como cidadã, jornalista, vereadora que sugeriu o serviço Disque-Pichação e ex-secretária de cultura, pelo amor que tenho à minha cidade, me utilizo, mais uma vez, do título que dei a um artigo que escrevi em abril depois dos primeiros protestos em Porto Alegre, que tiveram pichação e depredação de patrimônio público: “Protesto, sim. Vandalismo, não”.
Parto do princípio de que toda manifestação pode ocorrer, desde que respeitosa com quem não está nela, principalmente na garantia do direito de ir e vir e na integridade física das pessoas, assim como na preservação dos bens da cidade.
Mesmo que o último protesto tenha sido desvirtuado por grupos infiltrados, vândalos profissionais e marginais à solta, identificados claramente, está valendo o clamor da sociedade porto-alegrense aos manifestantes para que tenhamos um movimento pacífico hoje, pois Porto Alegre não merece mais prejuízos.
Esses foram os números resultantes desses atos de vandalismo na Capital dos Gaúchos, que espero que não aumentem:











Nenhum comentário:

Postar um comentário