Projetos

sábado, 12 de setembro de 2015

Câmara da Capital homenageia a Semana da Pátria

Foto: Ederson Nunes


O período de Comunicações Temáticas da sessão ordinária desta quinta-feira (10/9) da Câmara Municipal de Porto Alegre foi dedicado ao transcurso da Semana da Pátria. Em nome da Mesa Diretora, a vereadora Mônica Leal (PP) destacou que o dia 7 de setembro é muito importante para a história do Brasil. "Entretanto, nos dias de hoje, esta data é um mero momento de descanso para as pessoas, pois não sentimos mais orgulho de sermos brasileiros e há uma falta de patriotismo por parte da população", disse.

A vereadora ressaltou que as expectativas da comunidade brasileira são, a cada dia, frustradas com casos de violência e corrupção. "Mas a faxina política a que estamos assistindo no Congresso Nacional é um passo dado em direção a um país no qual nos orgulhemos mais", afirmou. Mônica disse que a esperança de uma democracia plena se renova nos brasileiros que sonham que o país pode ser diferente. "Aqueles que fazem a sua parte, em prol do patriotismo, são aqueles que um dia irão participar de um 7 de setembro com muita comemoração por ser o dia da pátria".

Ícones brasileiros

Presidente da Liga de Defesa Nacional do Estado, Júlio César Teixeira lembrou de ícones brasileiros como Tiradentes, José Bonifácio, Duque de Caxias, Dom Pedro, entre outros, para ressaltar a importância do patriotismo e do culto àquilo que é nacional. "Além destes temos artistas do verso e da prosa, como Olavo Bilac, Gregório de Matos e Erico Verissimo. Todos são preservadores dos valores pátrios", afirmou. Como esses valores, Teixeira elencou a coragem, a reverência, o patriotismo, o compromisso, a lealdade e a participação. Para ele, possuir essas ideias é pensar por conta própria e não se deixar levar por aqueles que têm poder na sociedade. "O patriotismo é uma virtude fundamental de qualquer democracia", qualificou.

Saudações

Além de Mônica Leal, outros vereadores falaram sobre a Semana da Independência:

DEMOCRACIA - Sofia Cavedon (PT) afirmou que falta muito para a independência do Brasil ser declarada, pois, infelizmente, o país tem se mostrado tardio nos quesitos democráticos que formam uma nação. "A discriminação social e contra a mulher ainda está enraizada na sociedade brasileira, contudo, acredito que, somente através da democracia e da igualdade poderemos nos emancipar", disse. Na avaliação da vereadora os recentes atos do Congresso Nacional não estão de acordo com a cidadania e os direitos do cidadão estão, cada vez mais, girando em torno do poder econômico. (JD)

EXÉRCITO - Rodrigo Maroni (PCdoB) afirmou que a Semana da Pátria tem um simbolismo muito grande na vida dos cidadãos. "Por mais que as instituições partidárias estejam fragilizadas, ainda vemos na democracia uma meio de nos formarmos como cidadãos de bem", disse. O vereador destacou a credibilidade do Exército com as pessoas que, segundo ele, a política não conseguiu construir. "Imaginem o quanto difícil é ter que fugir do seu país porque ele não consegue viver sem guerra. Somos muito privilegiados em viver no Brasil que não participa de guerra nenhuma", ressaltou. Maroni disse que ainda há muito o que avançar na democracia brasileira e que exemplos como o Exército devem ser seguidos. (JD)

ORGULHO - Paulinho Motorista (PSB) afirmou que aprendeu no Exército a respeitar o próximo e a valorizar a democracia como a melhor forma de se viver em sociedade. "Tenho o maior respeito pela comunidade do Exército e sei que não é para qualquer um estar nesta instituição", disse. O vereador destacou que sempre será uma honra para ele ter feito parte do Exército e que tem um grande orgulho de ser brasileiro. (JD)

Texto: Juliana Demarco (estagiária de Jornalismo) 
          Caio Venâncio (estagiário de Jornalismo)
Edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)



Nenhum comentário:

Postar um comentário