sábado, 4 de abril de 2020

Nossa ação solidária

Hoje, quero falar de uma senhora de 91 anos e do seu grande poder de motivação e suas maravilhosas lições de solidariedade. Falo da minha mãe, Carmen. Quietinha em casa e cumprindo à risca o isolamento social, ela se mantém ligada no mundo através do rádio e da televisão e está muito bem informada e ciente da triste situação trazida pelo coronavírus. Nessa observação, ela, com seu jeitinho doce e sábio, determinou a minha irmã Ângela, que devíamos nos unir em uma corrente e contribuirmos em alguma ação que estivesse sendo feita em Porto Alegre.
A Ângela, então, colocou no grupo de whats das cinco irmãs Leal para começarmos o nosso mutirão. A Inês sugeriu que eu procurasse saber onde poderíamos ajudar. Eu havia visto no facebook, uma postagem que me chamou muito a atenção, que mostrava um jovem padre, de tênis e bermuda, cuidadoso, de máscara e luvas, com o porta-malas do seu carro aberto, distribuindo sanduíches e refeições a moradores de rua. Decidi ali para onde voltaríamos a nossa ação. Liguei para ele, que é pároco da Igreja da Auxiliadora, como cidadã comum, não como vereadora, e contei da vontade da minha mãe, que tanto nos motivou, e da história dela, que desde moça sempre exerceu a assistência social e até hoje ajuda os necessitados da Vila Caddie. Dona Carmen sempre nos ensinou que a caridade tem um verdadeiro poder de retorno tanto para quem recebe quanto para quem dá, e sabemos que em tempos assim como o que estamos passando, ela faz uma diferença ainda maior. Ela adorou a nossa escolha, por ser religiosa, e conhecer o trabalho sempre sério e comprometido daquela igreja. Padre Márcio me contou que o dinheiro da comunidade para caridade era dada durante as missas, que não estão mais ocorrendo, mas que os fieis seguiram espontaneamente com as doações. A partir daquela mobilização da nossa matriarca, da colaboração de todos os filhos e netos, e somos muitos, onde cada um deu o que podia, a nossa contribuição vai se juntar com as demais doações e revertida em alimentação para 65 famílias da Vila Tronco. Contando com o empréstimo de um caminhão oferecido por um membro da paróquia, Padre Márcio fará a entrega na Quinta-feira Santa, levando um alento nesse momento tão difícil e incerto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário